sábado, 30 de abril de 2011

Eric Clapton - Tears In Heaven

Ministro diz que é preciso lembrar do Riocentro para não errar navamente

De: Vladimir Platonow
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou que o país deve manter viva a memória sobre o atentado do Riocentro, que, amanhã (1º), completa 30 anos, para não repetir os erros do passado. Na ação frustrada – em que bombas colocadas por militares das Forças Armadas deveriam explodir durante um show alusivo ao Dia do Trabalho – um militar ficou ferido e outro morreu, quando um dos artefatos detonou em seu colo.
Cardozo disse que se lembra claramente do episódio, que abriu uma crise política no país dentro dos setores militares. À época, haviam grupos que defendiam a abertura democrática e outros que desejavam o endurecimento do regime.
“O atentado do Riocentro marcou muito a minha geração porque representava, ali, um ato de violência que vinha das raízes da ditadura militar. O Brasil mudou muito nesses 30 anos e mudou para a melhor. Hoje, vivemos em uma democracia. Situações daquele tipo que nós vivenciávamos não existem mais. Hoje, nós temos a possibilidade de falar o que queremos, de pensar, de nos manifestarmos com absoluta liberdade.”
Apesar de reconhecer os avanços na política brasileira, Cardozo fez questão de enfatizar que é importante preservar a história dos fatos para que esses não se repitam. “A memória existe justamente para que nós evitemos cometer os erros do passado. Então, vamos lembrar do Riocentro para que dias como aqueles nunca mais ocorram.”

Charge do dia

sexta-feira, 29 de abril de 2011

Jorge Ben Jor - "Que pena"

Erradicação da pobreza extrema incluirá 1,5 milhão de famílias

O Plano Nacional de Erradicação da Pobreza Extrema, que será lançado pelo governo federal em maio, tem três grandes eixos de atuação: a universalização do acesso aos programas de transferência de renda, a ampliação e a qualificação dos serviços públicos e a chamada inclusão produtiva, para capacitação de mão de obra.
De acordo com a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, o plano contemplará 1,5 milhão de famílias que ainda não têm acesso ao Bolsa Família e vivem em condição de pobreza extrema. “Vamos fortalecer os programas de transferência de renda. Nosso grande objetivo é a universalização do Bolsa Família”, disse ela. Atualmente, 13 milhões de famílias recebem o benefício.
São famílias que ainda não têm acesso ao programa porque moram em locais distantes ou porque, mesmo em grandes centros urbanos, não têm acesso à informação, disse a ministra. “Às vezes, a pessoa se sente tão excluída que nem entende que isso é um direito dela. Portanto, nosso trabalho é ir atrás dessas pessoas.”
Nessa busca, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome terá ajuda das demais pastas, para que o governo consiga incluir as famílias nos programas de transferência de renda. “Como anunciou a presidenta Dilma Rousseff, a ideia é ter sucesso até 2014. Temos de nos preparar para receber essa população que estará entrando no Cadastro Único sistema de informação sobre famílias que podem ser incluídas em programas sociais”, afirmou Tereza.
Outro objetivo do plano é ampliar e qualificar os serviços públicos que o Estado brasileiro oferece, como saúde, educação e assistência social. Segundo a ministra, uma parcela importante da população pobre não tem acesso total ou parcial a tais serviços. Isso ocorre porque os serviços que são apresentados não são adequados a essa população. “Vamos repensar tais serviços para que cheguem a essas pessoas”, disse a ministra.
Com o lançamento do plano, serviços que hoje são oferecidos a apenas uma parcela da população de baixa renda, como o recente programa de acesso a medicamentos para tratamento de hipertensão e diabetes, deverão chegar à população em pobreza extrema. De acordo com a ministra, das quatro doenças que mais atingem a população em pobreza extrema no mundo, duas são exatamente a hipertensão e o diabetes. “Apesar de a população padecer desses males, e os medicamentos serem distribuídos gratuitamente, eles não estão chegando a essas pessoas. Vamos ter de montar uma estratégia para garantir que esse e outros serviços que oferecemos cheguem a essa população.”
O Plano de Erradicação da Pobreza Extrema também prevê o aumento da mão de obra qualificada no Brasil. Para Tereza Campello, embora o país cresça de forma sustentável, ainda há falta de mão de obra especializada. “Nossa população do Bolsa Família continua não tendo acesso a essas oportunidades. Portanto, estamos organizando um conjunto de ações que envolvem qualificação e outras ações importantes”, concluiu a ministra.
Do Jornal do Brasil

Danos são mais graves em ataques cardíacos matutinos

Uma pesquisa espanhola mostrou que um ataque cardíaco que ocorre entre 6 horas da manhã e meio-dia provoca danos mais sérios se comparados com aqueles que ocorrem nos demais horários. O estudo foi publicado no Heart Journal.
Os pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa Cardiovascular de Madri avaliaram durante seis anos os níveis de enzimas no sangue de 811 pacientes que tiveram um ataque causado pelo bloqueio do sangue por um longo período. A partir das observações eles calcularam o tamanho do enfarte olhando as enzimas liberadas.
Aqueles com mais tecido cardíaco destruído foram os que tiveram o ataque na transição da madrugada para a manhã, entre às 6 horas e meio-dia. Eles apresentaram cerca de 21% o que indica um enfarte com consequências mais graves. A razão para isto acontecer ainda é desconhecido.
De acordo com os autores do estudo, caso estes dados sejam confirmados em pesquisas futuras, haverá um impacto significativo nas formas de tratamento deste tipo de ataque cardíaco.
Do: Estadão 

Charge do dia

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Nemesis - Rain

Foto do dia: luzes rosadas

Aurora boreal é um fenômeno visual típico das regiões polares

Foto: Michael Melford / National Geographic Image Sales
Uma aurora boreal colore de rosa e vermelho o Parque Nacional de Acadia, no Maine, Estados Unidos. Esses padrões de luzes, chamados de auroras austrais no Hemisfério Sul, acontecem quando partículas espaciais colidem com os átomos na parte superior da atmosfera terrestre, produzindo um espetáculo de cortinas, faixas e arcos coloridos no céu.
Do: Último Segundo 

Iniciada "operação abafa" na rádio de Aécio


Rádio Arco-Íris, transmissora da Jovem Pan FM em Belo Horizonte, é ligada à família do ex-governador e atual senador
Aécio se recusa soprar o bafômetro
Por falta de assinaturas, foi arquivado na terça-feira (26) o pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigaria repasses de verbas à rádio Arco-Íris. A transmissora da Jovem Pan FM em Belo Horizonte (MG) é ligada à família do ex-governador e atual senador Aécio Neves (PSDB-MG) e teria sido privilegiada no repasse de verbas de publicidade pública pelo governo mineiro.
O líder da oposição, Rogério Correia (PT), conseguiu 23 das 26 assinaturas necessárias para a abertura da CPI – a Casa tem 77 parlamentares. Havia expectativa de se consiseguir apoio de  três dos cinco deputados do PDT, mas isso não aconteceu. A oposição ao governador Antonio Anastasia (PSDB) considera que nomeações para cargos no governo prometidas a pedetistas teriam ajudado a conter a CPI.
A “operação abafa” deve impedir que se investigue se os R$ 210,6 mil em verbas publicitárias repassados para a Arco-Íris em 2010 havia sido repetidos durante os sete anos anteriores da gestão de Aécio. A irmã de Aécio Neves, Andrea, é sócia majoritária da rádio Arco-Íris e coordenou o Núcleo de Comunicação do Governo, tendo poder de determinar quais rádios receberiam anúncios.
A assessoria de Aécio afirma que foram utilizados critérios técnicos na escolha das rádios que receberiam investimentos publicitários e nega possíveis ingerências de Andrea no direcionamento de verbas.
A Arco-Íris é muita próxima da família de Aécio Neves. A mãe dele, Inês Neves, é uma das sócias minoritárias da rádio, de acordo com registro na Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A camionete Land Rover preta que ele dirigia quando foi parado, há menos de dez dias, em uma blitz no Leblon, no Rio de Janeiro, está no nome da emissora.

Tucanos desconfiam que Serra sabe mais do que aparenta sobre debandada na direita


A debandada dos partidos da direita para o PSD, legenda formada pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, esvazia agremiações como o PSDB, o DEM e o PPS. Desta vez, o tucano Ricardo Montoro, filho do ex-governador Franco Montoro e um dos fundadores do PSDB, anuncia pelos jornais que vive um “extremo desconforto” no partido após as recentes baixas. Montoro, no entanto, ainda não admitiu que seguirá os passos de Kassab.
Quero tomar uma atitude prudente. Estou refletindo. Mas que não estou confortável no partido, não estou – disse à jornalista Mônica Bergamo, colunista do diário conservador paulistano Folha de S. Paulo. O tucano reclamou da “falta de diálogo e de democracia na legenda”, segundo a cronista política.
Dedo de Serra
Há tucanos desconfiados, no entanto, que o movimento realizado pelo prefeito paulistano está longe de ter sido uma iniciativa solitária. Segundo os principais assessores do tucano Geraldo Alckmin, governador do Estado paulista, o candidato derrotado à Presidência da República nas últimas eleições José Serra estaria a par dos movimentos de setores inteiros das três legendas que formam o arco da direita no país e acompanha de perto o crescimento do PSD. Segundo outra colunista do diário conservador paulistano, “José Serra não seria ‘apenas espectador’ da debandada de tucanos rumo ao PSD de Gilberto Kassab”.
Segundo apurou a jornalista Renata Lo Prete, “Alckmin e aliados acreditam que Serra não somente sabe mais do que aparenta sobre as negociações conduzidas pelo prefeito de São Paulo como, em pelo menos alguns casos, foi consultado e pouco ou nada fez para evitar a dissidência”.
Outra fonte, ouvida pelo Correio do Brasil, não apenas ratifica a informação de que o tucano estaria mais próximo do que se imagina ao projeto de Kassab como acredita que esta seria a forma encontrada pelo grupo serrista para se manter vivo na política nacional.
O Serra sabe muito bem que a vez no PSDB, agora, é do Aécio Neves e, dessa vez, ele não conseguirá deter a candidatura do senador mineiro à sucessão da petista Dilma Rousseff. A melhor alternativa seria mesmo esta que parece estar adotando, a de migrar para um novo partido e levar com ele os aliados que conquistou no DEM e no PPS – disse o tucano.

Lula diz que volta da inflação é falsa crise

Por: Eliseu
Setores de frustrada direita, vendo aumentar a cada dia o poder de compra do menos afortunados desde o governo Lula, liderados pelos tucanos e apoiados pelo PIG, tentam de toda forma desestabilizar o governo Dilma, desta vez fazendo alarido de uma inflação que não existe, pouco se importando se para isso o Brasil tenha que retroceder nos avanços alcançados pelo governo Lula.
É certo que houve aumento de preços, mas fazer tanto alarde, é sim querer a volta da inflação que só interessa a banqueiros e especuladores do mercado financeiro, os "parasitas", que nada produzem. 
E o ex-presidente Lula entrou em defesa da presidenta Dilma, classificando a volta da inflação como uma falsa crise. "Estão inventando uma pseudocrise econômica", disse o ex-presidente na noite de quarta-feira, em um congresso da CUT. 
Lula se disse orgulhoso com as medidas adotadas pelo governo da presidente Dilma Rousseff e afirmou que sua sucessora cuidará com carinho da situação. Pediu, ainda, que a população não permita o retorno da inflação. "Nós temos a obrigação de não permitir que a inflação volte a este país", clamou.
"Temos de ser guerreiros contra a inflação e a especulação", completou o ex-presidente. Lula disse que o atual governo manterá a política de câmbio flutuante e afirmou que o ajuste fiscal nos Estados Unidos é o responsável pela crise que atinge outros países. "O problema da crise é porque temos uma economia mundial subordinada ao dólar."
De acordo com o ex-presidente, a crise mundial não fará com que o governo Dilma Rousseff reduza os investimentos. "Nenhum centavo do PAC será retirado", garantiu Lula. Entre os investimentos que não serão afetados estão as obras para os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro, evento que, segundo ele, será "extraordinário".

Caixa de Pandora, a roubalheira sem fim no Distrito Federal

É nojento, repulsivo....e haja adjetivo para classificar o roubo do dinheiro de contribuinte no Governo do Distrito Federal.
Haja paciência, também, para acompanhar o que parece não ir a lugar algum: fim de investigação e punição dos culpados.
Agora mesmo, passou a Páscoa na cadeia uma figura estrambótica das entranhas da máfia desmascarada pela Polícia Federal em 2009.
Deborah Guerner, promotora de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal desde agosto de 1993.
Foi para o xilindró junto com o marido, empresário e lobista Jorge Guerner.
Essa mulher até já tirou a roupa diante de policiais - agora sabe-se - para tentar mostrar-se como doente mental.
Aliás, um dos motivos de sua prisão é a orientação que recebeu de um médico psiquiatra para simular que não está bem da cabeça, com o objetivo de levar uma gorda aposentadoria como promotora.
A dita-cuja, todos sabem, já teve um caso amoroso com o ex-vice-governador e empresário Paulo Octávio (ex-DEM), e tentou arrancar alguns milhões do ex-governador José Roberto Arruda (ex-DEM) para não mostrar exatamente o famoso vídeo de Durval Barbosa, o delator, entregando dinheiro vivo a Arruda.A história está fartamente noticiada e documentada.
O que abordo aqui é: por que essa história não se encerra?
Por que a investigação não tem fim?
Por que Durval Barbosa desfila por aí intimidando todos os outros ex ou atuais comparsas?
Aliás, a própria Deborah Guerner ameaça divulgar seus próprios vídeos.

Pelo menos ela cometeu erros nas ação supostamente criminosa, felizmente.
Muito do que há contra Deborah foi gravado por câmaras de sua mansão, inclusive as aulas do psiquiatra, que está também sendo  denunciado pelo Ministério Público.
O nome do doutor acusado é Luís Altenfelder Silva Filho. O crime seria de formação de quadrilha, fraude processual e falsidade ideológica por ter treinado a promotora Deborah Guerner a simular desequilíbrio mental em um teste de sanidade mental.
Leitor, a Operação Caixa de Pandora veio a público em 27 de novembro de 2009.
Um governador, Arruda, ficou dois meses na cadeia. Mais seis figuras que orbitavam em torno dele também ficaram igual tempo atrás das grades.
Agora, ninguém sabe como andam as investigações.
As evidências são de que podem ser verdadeiras as análises de quem observa a bandalheira aqui no Distrito Federal: uma quadrilha muito bem articulada tomou de assalto os cofres públicos da capital do país, envolvendo gente do Executivo, do Legislativo e do Judiciário.
Enquanto não se sabe a quantas anda a investigação, Brasília virou um Caixa de Pandora de boatos também.
É fulano que estaria num vídeo de Durval Barbosa. É sicrano que estaria noutro.É o atual governador Agnelo Queiroz (PT), que estaria também.
Só há uma saída: investigação rápida, transparente e isenta.
Como haver isenção se há figurões  bem posicionados suspeitos de envolvimento com a quadrilha?Resta-nos torcer para que Deborah Guerner, na iminência de cair, não queira se desabar sozinha e fale o que sabe.
Sem punição de gente bacana, mais gente bacana continuará nesse assalto sem fim aos cofres onde se guarda o suado dinheiro arrancado em forma de impostos de todos os honestos trabalhadores brasileiros.
Ufa !!!
Do: SRZD 

Hipertensão arterial: Homens hipertensos com maior força muscular vivem mais


Como já era sabido, a força muscular é inversamente associada à mortalidade geral em homens saudáveis. O estudo atual, publicado no Journal of the American College of Cardiology, mostrou que esta mesma associação foi encontrada em homens hipertensos.
Participaram do estudo Aerobics Center Longitudinal Study 1.506 homens hipertensos com 40 anos ou mais. O período de seguimento foi de 1980 a 2003, no qual ocorreram 183 mortes. Após ajustes estatísticos, os participantes com maior força muscular mostraram menor risco de morte. Quando a força muscular e a aptidão cardiorrespiratória foram analisadas em conjunto, aqueles com maior força muscular, associada à melhor aptidão cardiorrespiratória tiveram o menor risco de mortalidade.
Os resultados mostram que a maior força muscular protege homens hipertensos de morte por todas as causas e isto parece ser um benefício que se soma à maior aptidão cardiorrespiratória.
NEWS.MED.BR, 2011. Hipertensão arterial: homens hipertensos com maior força muscular vivem mais. Disponível em: <http://www.news.med.br/p/medical-journal/179370/hipertensao+arterial+homens+hiperte.htm>. Acesso em: 27 abr. 2011.

Charge do dia

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Anos 70/Baby Come Back - Player

Tucanos em debandada

Por: Eliseu
A tucanalhada está em revoada sem sem forças e rumo, ou melhor, em direção ao precipício. FHC admitiu nesta terça-feira a possibilidade de fusão entre o PSDB e o DEM, que diga-se de passagem, se merecem.
"Existem propostas nesse sentido. São aspectos delicados. Acho que o mais importante é manter a coesão dos partidos e, desde logo, dizer: aconteça o que acontecer, vamos nos manter unidos com certos objetivos maiores. Não sei qual a tendência, se vai haver fusão ou não", afirmou FHC. 
Ele, no entanto, negou relatos de que se reuniria amanhã com lideranças do PSDB para discutir a eventual fusão com a outra sigla oposicionista.
"Se tem reunião marcada eu não estou sabendo", brincou o ex-presidente.
As declarações forem feitas durante evento no Instituto FHC que debateu a situação política e econômica na Venezuela e recebeu várias lideranças de oposição ao presidente Hugo Chávez.
Mas o ex-presidente deixou claro que sua preocupação mais urgente é a debandada nas fileiras tucanas, em especial a saída do ex-deputado Walter Feldman do PSDB para o PSD, recém criado por Gilberto Kassab.
"Eu acho lamentável a saída de qualquer pessoa, sobretudo de uma pessoa importante. No momento nós devemos fazer um esforço pela coesão. Faço até mesmo um apelo. Não é o momento de ampliar divisões", disse o presidente de honra da PSDB.
"Se quisermos ter um objetivo maior, como têm os venezuelanos hoje, que é de voltar a ter uma situação em que o PSDB possa exercer um papel construtivo na república, temos que estar unidos", afirmou, numa referência à próxima disputa presidencial de 2014.
Com São Paulo debaixo d'água por incompetência dos tucanos que governaram o estado nos últimos 16 anos, declarações de FHC visivelmente contrárias aos menos favorecidos, as trapalhadas de José Serra e o comportamento do Aécio vai ficar difícil.

Domésticas não tem trabalho reconhecido

Por: Eliseu
Mais de 70% das trabalhadoras domésticas trabalham sem carteira assinada, conforme informações da ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Iriny Lopes. O dado faz parte de um relatório sobre esse tipo de atividade que será divulgado pela secretaria na tarde de hoje, Dia Nacional das Trabalhadoras Domésticas. O estudo mostra que grande parte da categoria não tem os direitos trabalhistas reconhecidos na prática.
Segundo a ministra, o emprego doméstico está entre as principais ocupações das mulheres brasileiras. “Hoje existem no país cerca de 7 milhões de empregados domésticos, dos quais 95% são mulheres. Mais de 70% não têm carteira assinada, não recebem o salário mínimo e são vítimas de intolerância racial, assédio moral e sexual”, disse.
Ela destacou que a maioria das trabalhadoras domésticas é negra. “Vivemos os resquícios da cultura escravocrata de não querer reconhecer esse trabalho”, afirmou em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional.
Para Iriny, é importante discutir com o Congresso Nacional a necessidade de alterar o Artigo 7º da Constituição, a fim de equiparar os direitos das trabalhadoras domésticas aos de outras categorias. “É preciso garantir a essa categoria os mesmos direitos dos demais trabalhadores”.
A ministra também considera fundamental oferecer políticas públicas de qualificação profissional e valorização das pessoas, assim como de combate ao analfabetismo, que ainda é comum entre as trabalhadoras domésticas. Segundo Iriny, se tiverem acesso a cursos de qualificação, elas terão mais condições de disputar outras vagas no mercado de trabalho, pois, de acordo com o estudo da secretaria, há principalmente entre as jovens o desejo de mudar de profissão.
Além disso, a ministra destacou que é preciso conscientizar a sociedade sobre o valor desse tipo de atividade. “É preciso haver uma mudança de postura para que as mulheres que garantem o funcionamento das casas sejam tratadas com dignidade.”

Médico ensina Promotora a fingir loucura

Por: Eliseu
As falcatruas no serviço público não são apenas de políticos larápios, mas em todos os níveis e profissões.
Foto: SRZD
Presa em Brasília desde a semana passada por atrapalhar as investigações sobre o esquema de corrupção no Distrito Federal conhecido como "Mensalão do DEM", a promotora de justiça Debora Guerner foi flagrada recebendo aulas de uma psiquiatra para reprovar em um teste de saúde mental.
Conforme matéria publicada no jornal "O Estado de S.P", a promotora contou com a ajuda de médicos de São Paulo para simular distúrbio mental.
Nas gravações captadas pelo circuito interno da casa da promotora e apreendidas com autorização da justiça, o psiquiatra paulista Luis Altenfelder Silva Filho auxilia a promotora a parecer doente perante os peritos judiciais.
"Posso falar eufórica?", pergunta Deborah nas gravações.
"Pode. Muito excitada eufórica e com o pavio curto", respondeu o médico."Não tem erro, e qualquer residente de primeiro ano de psiquiatria, ouvindo você, vai falar assim: 'essa menina é bipolar´", completou.
O marido dela, o empresário Jorge Guerner, que também está preso pelo mesmo motivo acompanhava tudo. As aulas aconteceram na sala da casa de Deborah em Brasília e ganharam o apelido de "teatro da loucura" nos bastidores da investigação.
Deborah foi afastada em dezembro de suas funções no MP-DF. Além das ações na Justiça, ela responde a um processo disciplinar no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que pode aprovar sua demissão do serviço público. Ela ainda recebe salário.
Resta saber se acontecerá alguma punição aos médicos envolvidos. Em se tratando de Brasil...

Charge do dia

terça-feira, 26 de abril de 2011

Acelerador de partículas poderia ser usado como máquina tempo


Pode parecer roteiro de filme de ficção científica, mas físicos acreditam que a viagem no tempo pode ser feita usando instalações já existentes. Segundo eles, o maior acelerador de partículas do mundo tem chances de ser usado como uma máquina do tempo para enviar um tipo especial de matéria ao passado.
Os cientistas estudam uma forma de usar o Large Hadron Collider (LHC), o acelerador de partículas de 27 quilômetros de comprimento, enterrado no solo perto de Genebra, para enviar uma partícula hipotética de volta no tempo.
A questão, porém, ainda depende de algumas condições. Entre elas, a grande questão da existência ou não da tal partícula e a possibilidade de ela ser criada na máquina.
“Nossa teoria é a longo prazo, mas não é nada que não viole as leis da física ou restrições experimentais,” afirma o físico Tom Weiler, da Universidade Vanderbilt.
Se a teoria se mostrar correta, os pesquisadores asseguram que o método poderia ser usado para enviar mensagens tanto para o passado quanto para o futuro.
A hipotética partícula
Existem duas partículas relacionadas com a teoria da viagem no tempo: a Higgs singlet e a Higgs bóson.
A busca pela bóson foi uma das principais motivações para a construção do LHC em primeiro lugar. Desde que o acelerador começou a funcionar regularmente ano passado, ele procura por Higgs bosons. A máquina continua trabalhando arduamente.
Se o acelerador for bem sucedido em produzir a Higgs boson, acredita-se que a outra partícula também seja criada ao mesmo tempo.
Esta partícula pode ter uma capacidade única de escapar das três dimensões de espaço e uma dimensão de tempo em que vivemos e alcançar uma dimensão oculta que alguns modelos de física avançada acreditam existirem. Ao viajar através da dimensão oculta, as Higgs singlets poderiam entrar novamente nas dimensões em um ponto a frente ou para trás no tempo a partir de quando eles saíram.
“Uma das coisas atraentes desta abordagem sobre a viagem no tempo é que ela evita todos os grandes paradoxos”, explica Weiler. ”Porque a viagem no tempo é limitado a essas partículas especiais. Não é possível para um homem a viajar no tempo e assassinar um de seus pais antes que ele nasça, por exemplo”, exemplifica. Contudo, se os cientistas puderem controlar a produção das Higgs singlets, eles serão capazes de enviar mensagens para o passado ou futuro”.


Do: "Science"

Músicas inesqueciveis anos 70/80 - Remix

Sirene X Enchentes


Por: Eliseu
sirene1É admirável como nossos Políticos arranjam "soluções" rápidas. Para resolver os problemas com as enchentes que causaram imensos prejuízos no Rio, o prefeito Eduardo Paes afirmou em entrevista a um telejornal, que até o fim do ano todas as comunidades mapeadas pela GeoRio com possíveis riscos de deslizamentos terão sirenes para alertar os moradores. O sistema foi usado pela primeira vez entre a noite de segunda-feira e a madrugada desta terça em 11 comunidades. Paes reconheceu que a estrutura, que começou a ser desenvolvida no ano passado, ainda não é a ideal. O prefeito pediu que os moradores acreditem nas sirenes e obedeçam aos agentes:
"O sistema de sirenes foi acionado pela primeira vez. É importante que as pessoas acreditem nisso. A sirene não é porque o prefeito olhou para o céu e mandou tocar a sirene: tem pluviômetro, tem radar, tem meteorologista. Cento e vinte pessoas indo para pontos de apoio ainda é muito pouco. A gente tem o depoimento de um morador do Morro da Formiga que não acreditou, mas o fato da sirene ter tocado acordou ele, e o deslizamento foi em cima da cama dele".
Instalar sirenes é muito mais fácil e barato que obras de infra-estrutura, moradia popular, manutenção e limpeza de bueiros que há anos são negligenciadas pelos governantes.
Que a fábrica de Óleo de Peroba reforce sua produção!
Fonte: Extra Online

Requião pergunta a repórter da Band. "Já pensou em apanhar?"

Por: Eliseu
Nossos parlamentares, em sua quase totalidade, além de meter a mão no bolso da população, agora também querem "meter a mão na cara".
Num gesto que lembra bem os velhos tempos do DOPS  (Departamento de Ordem Política e Social), que na verdade era o braço armado do regime militar protagonisando todo tipo de desmandos e não respeitando o direito de quem quer que seja, o senador Roberto Requião arrancou o gravador das mãos do repórter Victor Boiadijan, da Rádio Bandeirantes e perguntou se queria apanhar.
Após ter arrancado o gravador do repórter, o senador Roberto Requião publicou em seu site uma entrevista que seria a feita pelo jornalista da Band. Na gravação, o parlamentar ficou irritado ao ser perguntado pelo repórter sobre a pensão que ele recebe como ex-governador do Paraná. Antes de tomar o aparelho das mãos do repórter ele diz: “Já pensou em apanhar, rapaz?”.
O repórter da Rádio Bandeirantes ainda tentou argumentar com o parlamentar dizendo que ia desligar o aparelho. Irritado, Requião responde com um palavrão e diz “eu vou ficar com isso daqui”. Depois disso, a gravação é encerrada.
Em sua página no Twitter, o parlamentar escreveu: “Na minha pág, a entrevista que eu não quis que a Band divulgasse. É minha, divulgo eu, na íntegra e sem edição”. Em outro post, ele afirma “Não me acusem de censura. Aqui a ent que eu não quiz (sic) que a Band divulgasse”.

Veja transcrição do trecho final da suposta entrevista publicada no site de Requião: 

Repórter: Essa questão da pensão que o senhor pode receber, vitalícia, o senhor pretende abrir mão?

Requião: Por que que eu abriria mão? Essa pensão no Paraná existe há 40 anos, todos os ex-governadores recebem. Recebe a mãe do Beto Richa, governador do Paraná; recebe o Paulo Pimentel o ex-governador; o Jaime Canet Jr. Eu recebo essa pensão porque durante o governo quando eu chamei de ladrões os que haviam roubado o erário, que haviam predado o patrimônio do Estado do Paraná, como eles não tinham sido ainda condenados, eu passei a ser condenado em multas porque os ladroes ainda não tinham sido condenados em estância final. Estou usando essa pensão para pagar as multas que me foram injustamente impostas na defesa do patrimônio público.

Repórter: O salário do senhor como senador já não é suficiente para esse pagamento de multas?

Requião: O salário do senador é um bom salário, no meu gabinete é o menor. Todos os funcionários de carreira do Senado ganham mais que o senador, e não é só no meu gabinete que acontece isso. Mas eu estou dizendo a você que estou usando essa pensão para pagar multas que me foram impostas injustamente na defesa do interesse público. 

Repórter: Mas, mesmo se houver uma pressão inflacionária, os gastos do governo do Estado do Paraná estiverem comprometidos o senhor também mesmo assim não abriria mão... 

Será essa uma postura adequada a um Senador da República? Já não passou da hora de revermos nossos conceitos para exercer o direito de mudar esse País?



Fonte: "eBand" e "Último Segundo"

Charge do dia

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Com a crise, fundador do PSDB pede para sair


Walter Feldman

A criação do Partido Social Democrata (PSD) – uma solução encontrada pelo prefeito paulistano, Gilberto Kassab, para deixar o Partido Democratas (DEM), sem perder o cargo – abriu a pior crise já vivida pela direita brasileira desde a derrota do tucano José Serra (PSDB-SP), nas últimas eleições, para a candidata de centro-esquerda Dilma Rousseff. Nesta segunda-feira, um dos fundadores do Partido da Social Democracia Brasileiro (PSDB), Walter Feldman, atual secretário municipal de Esportes e Lazer de São Paulo, anunciou que deixará a legenda acompanhado por seis vereadores que deixaram a legenda, semana passada, rumo ao PSD.
Feldman disse que o partido está se “desviando” de seu caminho original, mas nega que a saída da legenda tenha relação com a criação do PSD, do prefeito paulistano Gilberto Kassab.
PSDB está hoje no desvio, o Fernando Henrique tem apontado isso, a saída dos vereadores aponta isso. Um partido que despreza a participação dos vereadores na organização do diretório e depois trata como mal pequeno a saída deles está no desvio, reclamou.
Feldman também argumenta que sua saída do PSDB está relacionada ao racha de 2008, quando o governador Geraldo Alckmin decidiu disputar a Prefeitura de São Paulo, contrariando o acordo da legenda em manter a aliança com o DEM em torno do nome de Kassab.
O time maravilhoso que acaba de deixar o PSDB é o meu time. Eles compreenderam que em 2008 era um equívoco o governador Geraldo Alckmin sair candidato à Prefeitura. O PSDB cometeu esse equívoco e fez um racha interno por teimosia nessa posição – justificou, em conversa com jornalistas.
Para Feldman, o grupo liderado por Alckmin não conseguiu compreender o “erro” de 2008 e essa inflexibilidade é a raiz das mudanças de hoje.
Quem errou muito foram eles (aliados de Alckmin). A aliança estava programada para persistir e ela teria persistido até hoje. Possivelmente não haveria PSD se houvesse isso, não haveria saída dos vereadores do PSDB – avaliou.
O secretário negou que o prefeito tenha interferido na decisão de saída dos vereadores e disse que não há definição sobre a ida para o PSD.
Juro pela minha mãe, não tem nada a ver, disse, referindo-se à saída do PSDB para acompanhar Kassab.
Do:  Correio do Brasil

Rod Stuart/Amy Belle - I don´t wanna talk about

Racismo nas Lojas Americanas


Por: Eliseu
No País com maior miscigenação do mundo, ainda convivemos com o odioso crime de discriminação, como se a cor da pele, preferência sexual, peso, altura e até deficiências diversas formasse o caráter de alguém.
Dentro de uma grande rede de lojas de departamento, a Lojas Americanas, em Campo Grande (MS), no último sábado o vigilante Márcio Antonio de Souza foi espancado por um segurança, acusado de furtar um ovo de chocolate que havia sido comprado em outra loja. Segundo relato da vítima ao site Midiamaxnews, o agressor não pediu a nota fiscal do produto e começou a agredi-lo depois de dizer “você é um ladrão e merece apanhar”.
Marcio garante ter sido alertado por outro segurança a correr, pois “o agressor era violento e lutador de Jiu-jitsu” e poderia matá-lo. As agressões provocaram uma fratura no nariz, ferimentos no olho, além de lesões nos lábios e no maxilar, conforme laudo do Instituto Médico Legal (IML). Marcio será submetido a uma cirurgia para reparar os ferimentos.
Em entrevista à agência de notícias Afropress, o irmão da vítima assegura que a agressão foi motivada por racismo. A unidade das Lojas Americanas não registrou nenhuma ocorrência de furto. O caso será investigado pela Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário de Campo Grande, que deve instaurar inquérito para apurar os crimes de racismo, lesão corporal,tortura, ameaça e calúnia.
Precisamos de um novo código penal  com urgência, não só para endurecer o crime de racismo, mas todos os outros, que com o nosso velho e ultrapassado código quem tem algum dinheiro para pagar um advogado dos mais inexperientes se livram facilmente da cadeia.
(com informações da Midiamaxnews e da Afropress)
Fonte: Correio do Brasil