sexta-feira, 10 de junho de 2011

Bombeiros preocupam governadores!

Por: Eliseu
Governadores de outros estados brasileiros estão preocupados que a crise dos Bombeiros do Rio se espalhe pelos outros estados. E devem mesmo se preocupar. Afinal, os valorosos homens e mulheres que prestam o serviço público mais reconhecido pela população brasileira, atuando em toda sorte de tragédias, que não pensam duas vezes em colocar suas próprias vidas em risco em prol da população; que trabalham direto 24 horas ou mais em várias tragédias espalhadas por esse país; que choram quando não conseguem efetuar o salvamento; que se alegram ao salvar uma vida, não tem seus serviços reconhecidos pelos governantes, recebendo salários alvitantes, que no caso do Rio de Janeiro é de pouco mais de R$ 1 mil.
A preocupação é tamanha quando os Bombeiros pedem aumento, que a resposta imediata foi o governador do Rio, Sérgio Cabral determinar que o BOPE, a elite da polícia dispersasse a tiros e bombas e prendessem os manifestantes, o que foi executado à risca.
Afinal, porque esses trabalhadores precisam de aumento, já que tem a admiração da população? E se o governo começa a abrir precedentes a funcionários que são perfeitamente "dispensáveis",  como os Bombeiros, como poderá reajustar  -seus próprios salários, de seus pares e toda corja de parlamentares "incorruptíveis" que pululam por esse Brasil afora, estes, que quando trabalham, comparecem duas ou três vezes ao mês ao plenário, todos "indispensáveis" ao bom andamento do país- com índices superiores a 60%, que hoje é de "apenas" pouco mais de R$ 15 mil, sempre que se acham no direito? Com certeza irá faltar dinheiro!