sábado, 16 de julho de 2011

Lula cria site e diz que falará bem e mal das pessoas

Ex-presidente Lula Após seis meses e alguns dias ao deixar o governo, o ex-presidente Lula criou um site na internet para conversar com seus eleitores. Ele havia prometido se tornar “blogueiro”, em um entrevista de mais de 30 minutos concedida a blogueiros no final de seu mandato, em que deixou a “grande mídia” ficou bastante incomodada com o fato.

Ainda não “desencarnado” totalmente da cadeira presidencial, Lula disse que pretende usar a internet para trocar ideias. "Acho que vamos ter muita coisa para comentar juntos, falar muito, falar bem e falar mal dos outros", ironiza em um vídeo publicado no www.icidadania.org. Citando o escritor e amigo Ariano Suassuna, Lula se justifica: "falar mal só tem sentido se a gente falar pelas costas, mas como eu estou falando pela internet não posso falar pelas costas. Nós vamos falar bem e mal pela frente", brincou.

“Ainda não desencarnei totalmente porque eu viajo muito e, em todas as viagens, eu tenho que contar o que eu fiz no meu governo, que é o que as pessoas querem saber”, complementa Lula, no site do Instituto Cidadania, criado especialmente para divulgar conteúdos sobre o petista.

Na mensagem, o ex-presidente enfatiza que sua presença no governo de Dilma é justificada por ambos fazerem parte de um mesmo projeto político. Lula já chegou, inclusive, a ser chamado em Brasília pela presidente para debater decisões políticas logo neste início da administração da sucessora.

O ex-presidente não se define como palestrante nem conferencista. "Não sou nada mais do que um contador de casos de um governo bem sucedido", resume. Lula aproveita também para alfinetar a imprensa.

"Vocês sabem que meus amigos da imprensa continuam falando muito bem de mim. Vocês acompanharam, primeiro eles tentaram dizer que a presidente Dilma era muito diferente de mim, que era outra coisa, depois passaram a dizer que era a mesma coisa, depois disseram que não era mais a mesma coisa, depois era fraca e depois era forte", diz.

Por: Eliseu