sábado, 6 de agosto de 2011

Araguaia: convite à Elio Gaspari

O artigo de autoria de Elio Gaspari intitulado "A bolsa-ditadura não chegou ao Araguaia" pode ser encarado de três formas: má-fé, falta de informação ou idiotice.
Para questões tão sérias, que envolvem o sofrimento de centenas de famílias, a ironia do artigo denota desrespeito.
Em primeiro lugar pelo ataque sem sentido à dois importantes dirigentes comunistas como João Amazonas e Angelo Arroyo. Falando pelo meu querido conterrâneo, para João Amazonas, a impossibilidade de juntar-se aos guerrilheiros foi fato que marcou sua vida e decisão difícil mas absolutamente necessária.A história mostrou em vários momentos, o quanto foi importante o papel de Amazonas nos momentos mais difíceis da história política brasileira, como na construção da candidatura de Lula em 89, da qual, dito pelo próprio Lula, Amazonas foi um dos principais articuladores.Isso só para citar uma das inúmeras contribuições dadas por Amazonas à luta de nosso povo.
Em segundo lugar o artigo peca por rebaixar o debate sobre as indenizações pagas pelo estado brasileiro aqueles que sofreram todo tipo de prejuízo político, moral, físico e econômico.Confunde-se direito com privilégio.
Em terceiro lugar, por não conhecer o tipo de ligação dos camponeses com os guerrilheiros, o respeito, amizade e admiração que até hoje domina suas ações e sentimentos ao falar dos"paulistas", sentimentos que se revelam nas centenas de Dinas, Jucas e Osvaldos batizados por estes em homenagem aqueles.A idéia de que os camponeses não queriam"conquistar uma república socialista" e "somente ajudar os povos da mata" é própria daqueles que subestimam a inteligência e a capacidade dos camponeses em abraçar um projeto maior de transformação.
Além do mais, o que precisa realmente ser reafirmado com todas as letras é a necessidade do julgamento imediato da ação que requer o direito dos camponeses às indenizações, para os que foram molestados, subjugados, humilhados recebam o justo reconhecimento dos prejuízos e da injustiça que a ditadura causou.
Fica então o convite para que o jornalista Elio Gaspari possa vir à região do Araguaia conversar com o povo, ao invés de brincar com coisa séria.

Por: Blog da Leila Márcia