sexta-feira, 2 de setembro de 2011

A corrupção pode levar a retrocesso político

“Os estudantes sobem para a avenida Frei Serafim comemorando muito, com gritos de guerra e palavras de ordem. “Derrotamos o prefeito, derrotamos os grandes!” e grito de guerra: “Ah! Que é que é isso Teresina tá tomada. Ah! Que é isso Teresina tá tomada! É a Frei Serafim! É a Ponte Estaiada! Teresina está tomada!”

Ilustração Em uma região que ainda existe tradição para golpes de estado, com a corrupção sem limites que acaba impondo ao cidadão sempre mais gastos para cobrir o constante rombo nos cofres públicos, seja a nível Municipal, Estadual ou Federal, uma perigosa situação vem sendo desencadeada em algumas capitais brasileiras ultimamente.

São greves - justas e outras nem tão justas assim se levarmos em conta o salário pago pela iniciativa privada - em diversos setores públicos, desde polícia, professores, hospitais e até serviço funerário, como está acontecendo em São Paulo.

E o mais preocupante são os confrontos que estão acontecendo entre estudantes e a polícia em manifestações, principalmente pelos reajustes de tarifas de passagens, gratuidade para estudantes, etc.

Em Vitória, ES, no mês de junho tivemos várias manifestações que acabaram em conflito com a polícia, com abuso de ambos os lados; em Teresina, PI, notícias ainda não confirmadas dão conta do término de protestos dos estudantes que também entraram em conflito com a polícia, baderna por parte de alguns manifestantes e a consequente reação da policia, gerando violência de todas as partes, depredação de Ônibus depredade em Teresina - Fotos: Paulo Barros ônibus, a atrapalhando a vida da cidade.

Nesse momento, os estudantes divulgam em carro de som a informação que a passagem caiu para R$ 1,90. Os estudantes comemoram e se abraçam. Eles se organizam para subir a avenida Frei Serafim.

Estudantes enfrentam Cavalaria da PM

Houve grande tumulto e confusão em frente à Câmara Municipal onde os estudantes se concentraram. Cerca de dez militares da Cavalaria faziam a segurança do local quando começou um tumulto e os estudantes com os ânimos exaltados partiram para cima dos cavalos, cantando “Que país é esse?” da banda Legião Urbana. 

Para a coordenadora do gerenciamento de crises, tenente coronel Júlia, o que houve foi um mal entendido com um dos cavalos se assustando e os estudantes pensaram que estavam indo contra eles. A cavalaria foi afastada e policiais a pé tomaram a frente do tumulto. “A polícia está aqui para resguardar a manifestação. Não havendo excessos, como está acontecendo um movimento pacífico a polícia não está Cerca de 500 ônibus foram tirados de circulação na quinta-feira devido aos protestos - Foto: Thiago Amaral intervindo. Só garante a segurança da manifestação”, explicou a coronel Júlia. 

O helicóptero da Polícia Militar sobrevoava a manifestação enquanto o carro de som tocava o repertório da banda Legião Urbana. Houve um reforço no efetivo da Polícia Militar, com a presença do comandante de Policiamento da Capital, coronel José Albuquerque. 

Líder estudantil

Cássio Borges, presidente do DCE na UFPI, disse que vão novamente fechar a avenida Frei Serafim e podem retornar à frente da Prefeitura. “Vamos fechar o centro novamente e bloquear o trânsito. Amanhã vamos tentar ir às ruas de novo. Se não for possível vamos nos articular no final de semana para retomar o movimento na segunda”.

Protesto de estudantes em Teresina O líder estudantil disse que o que aconteceu ontem foi um momento que o movimento se radicalizou devido à negativa do prefeito Elmano Férrer, porque segundo ele, tinha que ter dado uma resposta. “Foi proposta uma auditoria de dois meses e nós não vamos aceitar. Queremos a revogação do decreto”, admitindo que o movimento é muito complexo e há entidades estudantis, de classes e de moradores, com várias linhas de pensamento.  

“Existem aqueles que defendem a radicalização e há casos, como o nosso, que não defende. Mas, todos estão em busca do bem comum que é o melhor sistema de ônibus para todos”, finaliza.

Cenas do golpe de 64 Para quem ainda tem na memória as cenas do golpe de 64, essas manifestações aliadas ao descontentamento de parlamentares corruptos – que infelizmente são maioria – pela correta faxina que a presidenta Dilma vem fazendo, a insatisfação pública com o descaso pela educação, segurança pública, saúde, etc., a Câmara dos Deputados inocentando descaradamente parlamentares ladrões, é um cenário no mínimo preocupante.

Por: Eliseu

As informações sobre a manifestação em Teresina foram extraídas do cidadeverde.com