quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Governo do Rio tem solução para enchentes: Sirenes

sirene1A desfaçatez com que os nossos nobres políticos e autoridades tratam o ainda “analfabeto político” povo brasileiro é simplesmente surpreendente. O caso seria de rir, se não fosse trágico. E muito trágico.

Ainda está na memória de todos a tragédia que aconteceu na região Serrana do Rio de Janeiro, com centenas de mortos e desabrigados, as promessa não cumpridas de reconstrução, desvio de doações e toda sorte de falcatruas em cima da desgraça alheia.

Agora vejo surpreso manchetes em grande parte da mídia, como a do Correio do Brasil, que anuncia em letras grandes "Região Serrana terá sirenes de alerta de chuva”, como se isso fosse solução. Porque em vez de sirene, não fazem o que precisa ser feito, que são obras de saneamento e contenção? Afinal onde está o dinheiro arrecadado com o trilionário imposto que pagamos? Deve estar indo direto para os bolsos dos nossos corruptos políticos, e nada fazemos para reverter a situação.

O jornal informa que depois da enchente que matou centenas de pessoas em janeiro, os municípios de Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis, na Região Serrana fluminense, vão ganhar sirenes de aviso de chuvas fortes.

O Corpo de Bombeiros assinou contrato com a empresa Infoper Informática para a instalação das sirenes. O custo é de R$ 3,3 milhões e a previsão é que todos os equipamentos estejam instalados em até seis meses. De acordo o subsecretário estadual de Defesa Civil, coronel Jerri Andrade Pires, serão “contemplados” 73 locais críticos.

Agentes comunitários estão sendo treinados para auxiliar a população. Até a segunda semana de outubro serão feitos os primeiros testes, provavelmente num local por cada um dos municípios.

Serão 18 sirenes em Petrópolis, 17 em Teresópolis e 38 em Nova Friburgo. As áreas que serão usadas como refúgio durante o período de alerta já estão praticamente definidas.

Em Nova Friburgo, ainda há algumas pendências porque alguns pontos que eram considerados seguros até a enxurrada deste ano passaram a também estar na lista de locais de risco.

Serão instalados ainda pluviômetros para medir a intensidade das chuvas. O modelo que será instalado é semelhante ao que já vem sendo usado pela prefeitura do Rio, que também na figura do prefeito Eduardo Paes nem “queimou a cara” de também anunciar com pompa a instalação de sirenes nos morros do Rio.

As autoridades do estado do Rio deveriam também oferecer treinamento físico, principalmente para corrida de obstáculos, para quando descer chuva e soar as benditas sirenes todos possam dar no pé com a maior velocidade possível. Os obesos, idosos, deficientes e adoentados em geral não devem ser considerados como gente pelo governo.

Os aplausos, ou vaias(?) para nossos ilustres e inteligentes governantes.

Por: Eliseu