terça-feira, 6 de setembro de 2011

Política da casta “intocável” envia jato vazio para buscar par de sandálias

A governadora de um dos estados mais pobres da Índia enviou um jato particular para buscar um par de sandálias na capital do país, Mumbai.

A informação foi divulgada nesta segunda-feira, com o vazamento de uma troca de mensagens diplomáticas pelo site Wikileaks.

Conhecida como Mayawati, a política indiana foi a primeira integrante da casta dos dalit - ou intocáveis, considerada a mais baixa do sistema indiano - a tornar-se ministra-chefe de um estado.

Ela é tida como heroína por milhões de dalits do país.

A mensagem diplomática vazada tem data de 23 de outubro de 2008, e consta de um novo bloco de informações divulgados pelo Wikileaks nos últimos dias.

"Quando ela precisava de sandálias, seu jato particular partia vazio para Mumbai para encontrar sua marca preferida", diz a comunicação.

Segundo o documento, a ministra-chefe de Uttar Pradesh é "paranóica" a respeito de sua segurança, tem medo de ser assassinada e usa provadores de comida, para evitar ser envenenada.

Mayawati já havia causado polêmica antes, por construir estátuas de si própria assim como de outros heróis da casta dalit - embora ela negue estimular culto a personalidades.

Nos últimos anos, enormes parques de concreto foram construídos na capital do estado, Lucknow, e em Noida, um subúrbio de Nova Délhi, com várias estatuas de Mayawati pontuando a paisagem.

Na Índia, estátuas de líderes políticos são geralmente construídas como homenagem póstuma.

Por: BBC Brasil