segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Um Lula confiante

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva suspendeu sua agenda de viagens nacionais e internacionais dos próximos três meses para se dedicar ao tratamento do tumor diagnosticado em sua laringe. Os compromissos estão cancelados até o fim de janeiro de 2012, segundo informou a assessoria de Lula.

O ex-presidente começa hoje, às 9 horas, o tratamento médico. Ele passará o dia todo no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde permanecerá internado até amanhã pela manhã. Para hoje, está marcada a primeira sessão de quimioterapia destinada a combater o tumor.

Os médicos ainda não decidiram se o presidente passará por radioterapia. "Primeiramente, quimioterapia, como foi determinado pelos oncologistas. Mas amanhã (hoje) é que a gente vai traçar todos os planos", afirmou o médico pessoal de Lula e diretor de cardiologia do Sírio-Libanês, Roberto Kalil, que foi ao apartamento do ex-presidente em São Bernardo do Campo para o que classificou como "uma visita de amigo".
Tranquilo
Segundo Kalil, Lula está "tranquilíssimo", além de "bem-humorado" e "confiante". O médico disse que seu paciente ainda apresenta um pouco de rouquidão, mas sobretudo pelo incômodo provocado pelos exames.
Ele afirmou que, na avaliação dos médicos oncologistas, o ex-presidente não corre o risco de perder a voz. O resultado da biopsia pela qual Lula passou ainda vai demorar "alguns dias", segundo Kalil.
O cardiologista afirmou que, a pedido do ex-presidente, o oncologista Luiz Paulo Kowalski explicará hoje por que a equipe médica decidiu por um tratamento de quimioterapia e descartou, ao menos por ora, uma intervenção cirúrgica.
De acordo com Kalil, Lula não participou da decisão. "Ele respeita extremamente a conduta médica, como sempre fez."
Histórico

Segundo Kalil, o histórico de câncer na família de Lula pode estar relacionado com o tumor na laringe. A mãe e dois irmãos do ex-presidente também tiveram a doença. O médico afirmou que o ex-presidente pediu aos médicos transparência com a sociedade.
Ele sustentou que foi o próprio Lula quem solicitou que descesse para falar com os jornalistas. "Ele fez questão de colocar exatamente tudo o que aconteceu. Eu não viria, mas ele fez questão de que eu conversasse com vocês."
Lula passou o dia ontem em casa, em São Bernardo do Campo, e apareceu na janela com o neto no colo. (AE)
Recuperação pode ser concluída no 1º semestre
Especialistas estimam que o tratamento do ex-presidente Lula deve durar até fevereiro de 2012. Se tudo ocorrer como planejado e Lula responder bem à terapia, poderá voltar às suas atividades entre os meses de abril ou maio do próximo ano. Isso significa que poderá participar da campanha para as eleições.
Segundo José Vartanian, a quimioterapia para câncer de laringe não costuma causar queda de cabelo significativa. (AE)
Cigarro é problema
Fumo: Médicos do ex-presidente explicaram que o câncer na laringe é causado, na maioria dos casos, pelo fumo.
Pausa: No ano passado, segundo sua assessoria, Lula parou de fumar. Ele teria tomado a decisão após sofrer alterações de pressão e uma crise hipertensiva enquanto ainda era presidente.
Cura: No caso de Lula, foi descartada cirurgia. Os médicos estão otimistas: a chance de cura é grande.

Por: Gazeta Online