sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Até natureza “chora” perda de Kim Jong-il, diz agência norte-coreana

111222053543_sp_kim_jong_il_cine_304x171_reutersUma série de fenômenos naturais estranhos teria sido testemunhada na Coreia do Norte desde a morte do líder do país, Kim Jong-il, pelo menos segundo os relatos da agência de notícias estatal norte-coreana KCNA.

A agência informou que um lago congelado teria rachado de ''forma tão ruidosa que parece sacudir os céus e a Terra'' e um misterioso brilho teria sido avistado em uma montanha que é considerada um local sagrado na Coreia do Norte.

Kim assumiu o comando de seu país após a morte de seu pai, Kim Il-Sung, em 1994. Um forte culto à personalidade foi construído em torno dos dois líderes, conferindo a Kim e seu pai um status que beirava a divindade, atribuindo aos dois supostos milagres e feitos extraordinários.

A propaganda oficial dava conta que Kim Jong-il nasceu em monte considerado sagrado.

A KCNA informou que uma tempestade de neve foi avistada após a morte do chamado ''Querido Líder'' e que o gelo do lago Chon, próximo ao seu suposto local de nascimento, o Monte Paektu, teria sofrido uma rachadura após sua morte.

A agência relatou ainda que, após o fim súbito da tempestade de neve, na terça-feira, durante o nascer do dia, uma mensagem foi marcada na rocha da montanha onde Kim teria nascido com os dizeres ''Monte Paektu, a montanha sagrada da revolução. Kim Jong-il'', com um forte brilho. A frase teria permanecido no local até o pôr do sol.

Até mesmo uma ave da região, o grou-da-Manchúria, teria, de acordo com a agência, adotado luto pela perda de Kim. ''Até mesmo o grou pareceu estar de luto pela morte de Kim Jong-il, nascido dos céus, após ter descido do paraíso no frio da noite, incapaz de esquecê-lo''.

Kim, o 'milagreiro' excêntrico

111222143053_coreia_do_norte_monte_paektu_304x304_wikimediacommons_nocreditOs muitos feitos extraordinários que teriam sido atribuídos a Kim Jong-il ao longo de sua vida começam já em seu nascimento. Confira a seguir alguns dos eventos notáveis e excentricidades atribuídas ao ex-líder da Coreia do Norte.

  1. Kim teria nascido no Monte Paektu, uma montanha considerada sagrada na Coreia do Norte, em 1942. Quando ele nasceu, segundo a versão oficial, uma andorinha foi vista no céu, marcando a chegada antecipada da primavera. A data foi marcada ainda pela aparição de um arco-íris duplo no céu e pelo surgimento de uma nova estrela. Mas há relatos de que ele teria, na verdade, nascido na antiga União Soviética, no vilarejo siberiano de Vyatskoye, em 1941.
  2. Na primeira vez em que jogou uma partida de golfe, em 1994, o líder norte-coreano teria conseguido completar os 18 buracos de um campo de golfe de Pyongyang em apenas 34 tacadas - para qualquer campo de golfe, o recorde mundial é de de 59 tacadas. O feito teria sido testemunhado pelos seus guarda-costas.
  3. Célebre por seu amor ao cinema, Kim era um fã de Elizabeth Taylor. Ele teria ainda acumulado uma coleção de 20 mil vídeos, que iam de faroestes americanos a películas de monstro japonesas. Ele seria um apreciador das séries de filmes Rambo, Sexta-Feira 13,Godzilla e do agente 007, mas teria se desencantado com o agente secreto britânico após o filme Um Novo Dia Para Morrer, no qual os vilões são agentes norte-coreanos que torturam o espião James Bond.
  4. O amor do ''Querido Líder'' pela sétima arte era tal que ele chegou a escrever diversos tratados sobre cinema.
  5. O evento mais extremo causado por sua paixão pelo cinema foi o sequestro - realizado por ordens dele-, em 1978, do então mais célebre diretor de cinema sul-coreano, Shin Sang-ok, para ele dirigir filmes na Coreia do Norte. Entre os longas realizados sob o comando de Kim estão uma versão comunista de Godzilla e um drama que exibiu um beijo diante das telas pela primeira vez no país.
  6. O cinema não era a única de suas paixões. Ele teria ainda composto seis óperas
  7. Kim jamais viajava de avião. Todas as visitas oficiais que realizou foram feitas à bordo de um trem particular. Acredita-se que ele teria medo de voar - fobia que seria compartilhada por seu pai. Mas há versões também de que ele sentia que estaria mais exposto a sofrer um atentado durante um voo.
  8. Consta que outra de suas paixões era a gastronomia e que ele primava pela sofisticação e a excentricidade à mesa. Ele teria dado ordens para que os chefs que trabalhavam para ele fizessem viagens internacionais só para a aquisição de ingredientes, como idas ao Japão para comprar sushi, excursões ao Irã para comprar caviar, à Dinamarca para comprar carnes de porco curadas, à Tailândia para adquirir mangas e mamões e à China para comprar uvas.
  9. Há relatos de que ele teria se apaixonado por hambúrgueres durante uma viagem ao exterior e que, por isso, ele resolveu introduzir uma variante do sanduíche nas refeições servidas aos universitários norte-coreanos. Mas o quitute, desenvolvido pelo próprio Kim, ganhou outro nome, "gogigyeopbbang", que em coreano significa ''pão duplo com carne''.

O requinte do líder norte-coreano também era refletido em seu amor por vinhos. Ele teria 10 mil garrafas em sua adega. E vez por outra encomendava conhaques provenientes da França.

O Carcará, de tão indignado com os ditadores e a população que os aceita, e tamanha desfaçatez nem consegue comentar.

Por: BBC Brasil