terça-feira, 13 de dezembro de 2011

PSDB silencia sobre denúncias à “privataria” e ataca o PT

O PSDB sinaliza que irá adotar a prática de que a melhor defesa é o ataque, e é com esse espírito que a cúpula do partido promete enfrentar as denúncias de corrupção presentes no livro “A privataria Tucana”, de Amaury Ribeiro Júnior, que revelam um bilionário esquema fraudulento presente no processo de privatização comandadas em 1998 pelo então ministro do Planejamento, José Serra, e pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

O diretório nacional do PSDB divulgou nesta segunda-feira (12) nota disparando contra o que os tucanos chamam de “vergonhosa a indefensável e criminosa associação ocorrida entre deputados do PT e o falsário Nilton Monteiro com o objetivo de produzir e divulgar documentos falsos”. A denúncia referente à investida tucana foi publicada pela revista Veja, no sábado (10).

Se a artilharia peessedebista está preparada para o ataque, o mesmo parece não acontecer quando as acusações se voltam contra o partido. Até agora quase nenhuma figura tucana se pronunciou em defesa da legenda, à exceção do senador Álvaro Dias (PSDB-PR), que qualificou o conteúdo do livro como “café requentado”, em entrevista à Terra Magazine.

Desde sexta-feira (9), quando o livro foi lançado, a reportagem procura em vão a assessoria de imprensa do PSDB para receber alguma explicação. Nesta segunda, o partido não soube informar se irá ou não se pronunciar sobre o caso.

Por: Rede Brasil Atual