terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Despenca popularidade de Kassab

O prefeito Gilberto Kassab (PSD) mantém o menor índice de popularidade de seu segundo mandato, aponta a pesquisa Datafolha publicada nesta segunda (30). De acordo com pesquisa realizada nos dias 26 e 27 de janeiro, 22% dos eleitores aprovam a atual gestão.

Kassab_pe_na-bundaConforme publicou o portal “Vermelho”, o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab tem apenas 22% de bom e ótimo, o que na minha opinião e diante do que vem promovendo em São Paulo ainda está muito alto.

Na verdade o que Kassab vem fazendo mesmo é uma onda de terror aos menos favorecidos, numa clara política higienista e  preconceituosa principalmente com os moradores de rua. Administrar a cidade mesmo, nada. São buracos nas ruas, falta de médicos, alagamentos até quando não chove, como aconteceu ontem durante a madrugada na Rua São Caetano, perto da Avenida do Estado, onde três faixas de rolamento foram bloqueadas no sentido Santana e uma série de desmandos com o dinheiro público.

O resultado da pesquisa mostra uma oscilação dentro da margem de erro (três pontos percentuais, para mais ou para menos) em relação à última pesquisa, feita em dezembro, quando 20% dos entrevistados avaliaram seu governo como ótimo ou bom.
A aprovação ao prefeito vinha em curva descendente desde julho de 2010, quando 42% dos entrevistados avaliavam seu governo positivamente. Como a variação entre os resultados de dezembro e de janeiro está dentro da margem de erro, não é possível afirmar se essa tendência se inverteu.
A reprovação à gestão Kassab também permaneceu estável: 37% dos eleitores consideram seu governo ruim ou péssimo, contra 40% na pesquisa anterior. Os que veem sua administração como regular são 39% em janeiro, ante 38% no mês passado.
A melhor avaliação da gestão Kassab aconteceu durante a campanha eleitoral que o reconduziu ao cargo, em 2008. Na semana seguinte ao primeiro turno, 61% dos eleitores avaliavam seu governo como ótimo ou bom.
No momento em que Kassab negocia o apoio de seu partido na disputa pela sucessão municipal, a pesquisa também mostra que 46% dos eleitores não votariam no candidato indicado pelo prefeito e que seu apoio seria indiferente para 37%.
A pesquisa foi feita com 1.090 eleitores da cidade de São Paulo e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número 00001/2012.

É esperar que o povo crie juízo e em vez de ser expulso de suas moradias, que expulsem esses pilantras do poder.

Por: Eliseu