sábado, 7 de janeiro de 2012

Kassab, o burguês higienista!

SABATINA GILBERTO KASSAB - 14.10.2008;O atual prefeito e candidato a prefeitura Gilberto Kassab pelo partido DEM, e sabatinado no teatro Folha. Brasil - Foto: Fernando Donasci/Folha Imagem.O burguês e higienista prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que tem sua administração (?) marcada por polêmicas como defensor da burguesia e de uma política que pretende acabar com a miséria de uma maneira bem peculiar, mandando os miseráveis para bem longe da Capital Paulistana. Exemplos não faltam, como a denúncia do Sindicato dos Guardas  Civis Metropolitanos de São Paulo, Carlos Augusto Souza Silva, que apresentou um documento em que confirma a orientação para que a corporação retire a população em situação de rua do centro da capital, o descumprimento da promessa aos “diferenciados” da capital paulistana, os catadores de material reciclável, a que Prefeitura de São Paulo aproveita incêndio para desalojar Comunidade do Moinho e tantas outras que fica difícil enumerar, agora vem dizer que não sabia da operação da polícia na cracolândia.

De acordo com um dos tentáculos do PIG, a Folha, “o prefeito Gilberto Kassab (PSD) disse que não foi avisado do início da operação da cracolândia. Ele visitou ontem as obras de um complexo destinado ao atendimento de pessoas de rua, dependentes de álcool, crack e outras drogas”.

Ainda de acordo com o jornaleco, Kassab disse que a inauguração será até o início fevereiro, a um custo de R$ 8 milhões.  A informação de que o prefeito não fora avisado foi publicada ontem por outro integrante do PIG, o jornal "O Estado de S.Paulo".

cracolândiaA operação começou sem que o complexo que ele visitou estivesse pronto. O prefeito minimizou o episódio, sob o argumento de que a prefeitura tem outros locais para encaminhar os dependentes de crack.

Mas o que se tem visto são os dependentes de crack vagando desnorteados, aos bandos, por outros pontos da Capital Paulistana, sem que nenhuma medida social efetiva tenha sido tomada pela prefeitura.

Por: Eliseu