segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Privataria Tucana chega na França

paulo-henrique-amorim-333-1-nota-160408Nesta semana, o jornalista Paulo Henrique Amorim, em seu Conversa Afiada, reproduziu um e-mail que recebeu da professora Marilia Amorim, da Universidade de Paris 8, onde ela conta uma conversa que teve com pesquisadores franceses sobre o livro A Privataria Tucana, de Amaury Ribeiro Jr. O grupo na França ficou bem interessado em conversar com o autor. No Brasil, a líder da Câmara, a deputada Luciana Santos (PCdoB) reafirma que o partido é favorável a CPI da Privataria.


Diz ela sobre o Privataria nas terras de FHC:
”Participei de um jantar entre pesquisadores do Instituto de Estudos Avançados de Nantes ( http://www.iea-nantes.fr/fr/), após a conferência de uma pesquisadora indiana sobre a corrupção na Índia.
Durante o encontro, ela afirma ter comentado sobre o livro do Amaury Ribeiro Jr, ” A privataria tucana”. E a recepção e o interesse não podiam ter sido melhores. Dois pontos parecem ter sido os que mais interessaram: o fato de se tratar de um caso que demonstra que a corrupção é inerente ao próprio sistema neoliberal , e o fato de ter sido um jornalista que conseguiu documentos, todos oficiais, pela via jurídica, o que permite que o sujeito processado tenha acesso a documentos da parte que o processa.
Como entre os pesquisadores havia juristas, tudo isso lhes pareceu muito interessante. Ao final, um deles me perguntou se o Amaury fala francês ou inglês. Será que vão querer entrevistá-lo?…”
CPI
Com relação a dúvida cogitada em seu blog, se o PT e o PCdoB estariam evitando a CPI da Privataria, Luciana Santos, líder do PC do B na Câmara dos Deputados, reforçou ao jornalista que a legenda defende a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar as denúncias no livro de Amaury Ribeiro Jr.
“Nós, do PC do B, somos a favor de que se dê seguimento à CPI da Privataria. Ela vai tratar de um setor estratégico da nossa Economia e queremos participar dela. É importante relembrar que ela se criou a partir da iniciativa de um deputado do PC do B, Protógenes Queiroz. Desde quando essa agenda que permitiu a Privataria se instalou no país, nós a questionamos e denunciamos. A posição do PC do B diante da CPI da Privataria já está expressa no colégio dos líderes da Câmara. Não há nenhuma dúvida sobre a nossa posição”, declarou a líder do partido, por telefone.
Com informações do blog Conversa Afiada

No: Vermelho