segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Serra desagrada setores do tucanato

O secretário é o primeiro a abrir espaço para a aclamação do ex-governador como candidato único dos tucanos para a disputa em São Paulo, mas há resistências

tucanos_brigaO anúncio de que José Serra decidiu ser o nome tucano a disputar as eleições municipais deste ano já abalou o processo interno de escolha do candidato, no que militantes e pré-candidatos classificavam de retomada da democracia dentro do PSDB. Dos quatro pré-candidatos, um já desistiu, outro já disse que sai e outros dois prometem endurecer o jogo.

Em um evento realizado no fim da tarde do domingo (26) no Círcolo Italiano, região central da capital paulista, o secretário estadual de Cultura, Andrea Matarazzo, comunicou a jornalistas e apoiadores a sua desistência de disputar as prévias do PSDB que escolherão o candidato tucano para concorrer à prefeitura de São Paulo.

Segundo o secretário, a decisão foi tomada "para contribuir com a unidade do partido" que, segundo ele, deve buscar entendimentos para apoiar integralmente a candidatura de José Serra. O ex-governador deve anunciar sua intenção de concorrer ao cargo nesta segunda-feira (27).

"Somos do mesmo grupo político, somos amigos há muito tempo. Nunca me verão disputar uma eleição contra o Serra", disse Matarazzo. 

Segundo o secretário, o ex-governador decidiu entrar na eleição ao concluir a possibilidade de vitória do petista Fernando Haddad. "A ameaça da volta do PT é realidade e é o PT que devemos enfrentar."

Bico torto

Com a decisão, ainda há três postulantes à indicação tucana para as eleições municipais, Bruno Covas, Ricardo Trípoli e José Aníbal. Covas deve sair da disputa sem resistência, seguindo o exemplo de Matarazzo. O anúncio de sua adesão ao grupo de Serra é aguardado também para esta segunda. Trípoli e Aníbal, porém, prometem ir até o final para que a legenda escolha seu candidato.

O deputado Trípoli, vice líder do PSDB na Câmara, já anunciou que não desiste das prévias em favor de Serra "nem que seja pra ficar só" dentro da legenda. O parlamentar seguiu normalmente o roteiro de sua pré-campanha no fim de semana. Primeiro em plenária no Parque da Água Branca (zona oeste da capital), no sábado. No domingo ele esteve no Itaim Paulista (zona leste), mesmo após a divulgação pela imprensa da decisão de Serra disputar a prefeitura e reafirmando sua disposição para o racha.

O quarto pré-candidato, José Aníbal (secretário de Minas e Energia do estado), esteve no gabinete do governador Geraldo Alckmin na tarde do domingo e lhe afirmou que também não desistirá de seu projeto. O pré-candidato foi sondado ainda sobre a possibilidade de adiar as prévias - marcadas para o próximo domingo, 4 de março - mas discordou da medida.

Aníbal demonstrou sua disposição de continuar o debate em torno das prévias num vídeo, publicado no domingo em seus canais de comunicação pela internet. Nele, ele convoca militantes e simpatizantes a comparecer ao debate já agendado pelo PSDB entre os pré-candidatos, na região central da capital, na noite desta segunda-feira (27). 

Por: Rede Brasil Atual