sexta-feira, 16 de março de 2012

Em Sete anos Prefeitura de S.Paulo aumenta gastos com publicidade 11 vezes

KassabOs gastos da prefeitura da capital paulista com publicidade cresceram nos últimos sete anos em ritmo muito maior que o Orçamento do município. Enquanto os investimentos na imagem do governo aumentaram 11 vezes ou 1.114,34%, o Orçamento da cidade cresceu  cerca de 150%, ou uma vez e meia. Levantamento realizado pela liderança do PT na Câmara Municipal aponta que a inflação acumulada do período, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi de aproximadamente 43%.
“O Orçamento da prefeitura para propaganda se aproximou de R$ 9,8  milhões, em 2005, para R$ 126,5 milhões em 2011. Esse crescimento demasiado de um único item tem a ver com a necessidade de melhorar a imagem do prefeito Gilberto Kassab (PSD), uma vez que a gestão dele deixou de construir, entre outras coisas, creches e corredores de ônibus”, afirmou o vice-presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de São Paulo, o vereador Francisco Chagas (PT). No mesmo período, o Orçamento destinado a toda a cidade passou de R$ 15,2 bilhões para R$ 38,7 bilhões.

GASTOS DA PREFEITURA PAULISTANA COM PUBLICIDADE

Ano 
Orçamento aprovado (R$) Orçamento atualizado (R$) Empenhado (R$) % empenhado/orçamento aprovado
2005   9.783.000 
23.453.840 
23.453.840 
239,7%
2006 23.340.000 
30.586.768 
29.436.768 
126,1% 
2007 35.550.000 68.450.000 
66.915.000 
188,2%
2008 36.500.000 39.700.000 39.700.000 
108,8%
2009 30.951.000 90.187.000 90.182.743 291,4%
2010 126.300.000 115.218.599 115.190.000    91,2%
2011 126.496.685 126.293.710 104.057.776    82,3%
2012*
até fev

118.799.000 118.799.000 26.712.453    22,5%

Desde 2005, os gastos com a divulgação da prefeitura aumentam em relação ao Orçamento aprovado e aos gastos praticados nos anos anteriores. Chagas explicou que, embora a Casa Legislativa aprove a cada final de cada ano o Orçamento de secretarias, empresas municipais e subprefeituras para o ano seguinte, a prefeitura faz atualizações e eleva os gastos além do previsto.
Anualmente, a prefeitura vem gastando até três vezes mais do que o valor aprovado pela Câmara Municipal. Apenas em 2010, quando a previsão de investimentos foi de R$ 126,3 milhões e, em 2011, cujo orçamento foi de R$ 126,5 milhões, os gastos ficaram em 91,2% e 82,3%, respectivamente, da rubrica aprovada pelo Legislativo. Entretanto, o valor aprovado já era 12 vezes maior do que o de 2005. Em 2012, o valor do Orçamento para publicidade é de R$ 118,8 milhões, uma redução de R$ 8 milhões sobre o ano anterior, mas nos dois primeiros meses deste ano, a prefeitura já empenhou 22,5% – R$ 26,7 milhões.
Na visão de Chagas, a propaganda maciça da prefeitura é necessária para encobrir metas que o prefeito propôs, mas não cumpriu. “Em dois meses deste ano, a prefeitura já gastou mais do que o Orçamento e o valor empenhado em 2005. Por outro lado, o uniforme escolar sofreu atraso de um ano”, disse. Não estão inclusas na dotação orçamentária de publicidade, as despesas com propaganda de empresas públicas como SP Turis, SP Trans e Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Apesar dos altos investimentos em publicidade e comunicação com a imprensa, Chagas avaliou que São Paulo perdeu o protagonismo por “falta de visão e iniciativa política”. “Esses recursos servem para disfarçar tantas promessas não cumpridas”, alegou. Há nove meses de terminar seu mandato, Kassab cumpriu 62 metas (27,8%) das 223 propostas no início de seu mandato, de acordo com levantamento feito este mês pela Rede Nossa São Paulo.

Por: Rede Brasil Atual