quarta-feira, 21 de março de 2012

Igreja católica “castrou” meninos

Pelo menos 11 meninos foram castrados enquanto estavam aos cuidados da Igreja Católica na Holanda nos anos 50, segundo uma reportagem do jornal NRC Handelsblad.

Enquanto “pipocam” denúncias de desvios em Igrejas evangélicas, como desvio de dízimos na Maranata, Igreja Mundial da Graça de Deus e outras para enriquecimento ilícito de seus dirigentes e fundadores, a Igreja Católica apresenta casos escabrosos de crime de abusos e mutilação contra menores.

A edição online do BBC Brasil trás reportagem informando que em 1956 um rapaz foi castrado, após contar à polícia que estava sofrendo abusos, segundo o jornal NRC Handelsblad.

Ainda de acordo com a BBC Brasil o Ministério da Justiça holandês está investigando o papel do governo na época, e parlamentares pediram um inquérito após a publicação da reportagem.

No ano passado, uma investigação na Holanda descobriu que milhares de crianças haviam sofrido abusos em instituições católicas do país a partir de 1945.

Grave e chocante

Henk Hethuis, que era aluno de um internato católico, tinha 18 anos quando contou à polícia que um monge holandês estava abusando dele.

Segundo o jornal NRC Handelsblad, ele foi então castrado por ordem de padres católicos e informado de que isso o "curaria" de sua homossexualidade.

O jornal disse que o mesmo aconteceu com pelo menos dez de seus colegas de escola.

Hethuis morreu em um acidente de carro em 1958.

O ministro da Justiça Ivo Opstelten disse que as alegações são "muito graves e chocantes" e prometeu investigar o papel que o governo holandês teve na época.

A Igreja Católica holandesa disse estar disposta a cooperar com investigações para verificar a veracidade da reportagem.

Parece que os desvios de conduta estão espalhados por todos os credos religiosos e a muito tempo. Essa estória de “fim dos tempos” já vem de longa data.

Por: Eliseu