domingo, 4 de março de 2012

Prefeito da Serra (ES) diz que índice do Ministério da Saúde é mentiroso. Ou é ele?

Sobre a divulgação pelo Ministério da Saúde de que a cidade de Serra, na Grande Vitória, está entre os piores municípios do país no Índice de Desenvolvimento do Sistema Único de Saúde (IDSUS), nesta quinta-feira (1), o prefeito da cidade, Sérgio Vidigal, disse em entrevista ao portal G1/ES, nesta sexta-feira (2), que os dados são mentirosos e podem confundir a população da Serra. Se os dados estão corretos ou não, não sabemos. Mas como morador da cidade, sei que mentiroso mesmo é o prefeito. Em uma escala de 0 a 10, a Serra teve 4,97 pontos, acima do que eu e grande parte da população daria.

O corrupto prefeito Sérgio Vidigal deve mesmo pensar que toda a população da cidade é completamente alienada e idiota. Verdade é que foi eleito em 2008 com 94,21% dos votos válidos, mas há de se levar em conta que o candidato oposicionista, conforme corre à “boca pequena” havia sido comprado por Vidigal para não fazer oposição. Denúncias de corrupção não faltam na prefeitura da Serra, como a que dizia que a cidade devia empreiteiras, o esquema do lixo que seria operado por seu pai, distribuição de cestas básicas em trocas de votos para ele e sua esposa deputada Sueli Vidigal (veja vídeo), e muito mais.

Distribuição de cestas básicas em troca de voto pelo prefeito e sua esposa

Na rica cidade, onde temos uma das maiores siderúrgicas do país, a ArcelorMittal, antiga CST, dois distritos industriais, comércio atuante, belíssimas praias que atraem muitos turistas, a prefeitura sequer  cuida da dengue, como foi publicado por este blogueiro no O Capixaba News o post em 4 de março de 2011 “Dengue: População é a responsável?”, em que mostra a situação de um tradicional bairro, (Jardim Limoeiro) no abandono, e que continua até hoje da mesma maneira, como pode ser visto na foto de hoje, 4/3/2012. O link da postagem foi enviado ao gabinete do prefeito denunciando a situação e nunca foi respondido. Acrescente a isso que a reportagem da TV Gazeta, que para quem não sabe é afiliada da Globo com grande audiência já esteve aqui por duas vezes denunciando a situação e nada foi feito até agora.

Nos postos de saúde é comum faltar medicamentos básicos e de uso diário como para hipertensão arterial e diabetes, as seringas para aplicação da insulina quando tem são as mais vagabundas, poucas fichas para marcação de consulta, geralmente 20 a 30 fichas para clínico em bairro com milhares de habitantes como Feu Rosa, e isso para clínico geral, menos fichas ainda para ginecologia e pediatria, etc. Outras especialidades não há, como o próprio prefeito disse.

O portal de notícias afirma que quem mora na Serra conta alguns problemas enfrentados com a saúde pública no município. A vendedora Maria Helena Rodrigues disse que caminha mais de dois quilômetros para chegar ao Pronto Atendimento (PA) mais perto de sua casa, em El Dourado. "Chego aqui 1h da manhã para pegar uma ficha e ficar na fila. Com sol ou com chuva é preciso chegar de madrugada para poder amanhecer aqui e garantir atendimento", disse. O entregador Edgard de Souza ficou 7 horas na espera do PA. "É péssimo, ficar aqui sem almoçar, só esperando e nada, ninguém gosta", reclama.

E isso porque o “zeloso” prefeito Sérgio Vidigal é médico, e ainda se diz evangélico, que na concepção geral seria uma pessoa correta e piedosa.

Por: Eliseu