quinta-feira, 5 de abril de 2012

"CartaCapital" será processada, afirma o procurador-geral de Goiás


Na última segunda-feira (2/4), o procurador-geral de Goiás Ronald Bicca confirmou que vai processar a revista CartaCapital por considerar a capa e a matéria principal de sua última edição (691) ofensivas ao Estado e ao governador Marconi Perillo (PSDB). Segundo Bicca, será pedido direito de resposta e que a revista publique, com o mesmo espaço, material de desagravo ao governador e Estado.

"O governador do Estado não é ligado a nenhum tipo de atividade ilícita. Nosso objetivo é defender nossa honra. Foi um ataque ao Estado de Goiás, ao governo e ao governador do Estado", acredita.

Edição da "CartaCapital" causa indignação do procurador-geral de Goiás

A manchete de capa da revista "O crime domina Goiás" traz imagens de Perillo, do senador Demóstenes Torres (DEM) e do empresário e bicheiro Carlinhos Cachoeira. O conteúdo da reportagem insinua que o governo aceitou indicações do contraventor no quadro de auxiliares até de primeiro escalão da administração estadual, com intermediação do senador goiano.

Segundo o procurador, a capa chama a atenção para a matéria, que não comprova os fatos. "O que eu achei mais grave foi que a conclusão da capa não é necessariamente a conclusão do que está no conteúdo (da matéria)", aponta o procurador-geral do Estado. 

De acordo com o portal Terra, sobre a alegação de que a revista sumiu de modo misterioso das bancas, de acordo com relatos de leitores à revista, o governo é "indiferente", segundo Bicca. "Isso é um assunto entre a revista e quem vai a banca comprar. Isso não nos diz respeito", disse.