terça-feira, 24 de abril de 2012

Cidade fica sem prefeito no ES

raposa-galinheiroA corrupção brasileira, ou melhor, dos políticos brasileiros chegou a um nível tão alto, tão alarmante, que a Polícia Federal pode, sem medo de errar, colocar o nome de todas as cidades do país numa “cumbuca”, retirar uma qualquer e prender o prefeito e com mais algumas poucas investigações colocar vários secretários e empreiteiros na cadeia. O que está faltando é uma lei capaz de manter esses ladrões presos. Infelizmente nós delegamos a esses bandidos o direito de elaborar as leis, e obviamente não jogarão contra si próprios. É o caso da raposa vigiar o galinheiro.

No paradisíaco litoral sul do Espírito Santo, a pequena e rica cidade de Presidente Kennedy vive uma situação que se não fosse trágica, seria hilária: está sem prefeito porque não existe ninguém para assumir a prefeitura. A cidade é campeã de créditos de royalties do estado, com quase 20% de todo o valor recebido pelo Espírito Santo, que faz o PIB per capita alcançar níveis superiores aos de países desenvolvidos. Apesar da receita milionária, o município é o último na classificação de níveis de educação e registra o quarto pior índice de desenvolvimento humano no estado.

presidente_kennedy-polícia_federalO prefeito foi preso pela operação da Polícia Federal na quinta-feira (19)  suspeito de desviar cerca de R$ 50 milhões dos cofres públicos. Outras 27 pessoas também foram presas na operação, batizada de "Lee Oswald" (nome do assassino do ex-presidente norte-americano John Kennedy), que cumpriu 79 mandados judiciais, sendo 51 de busca e apreensão, além de 13 mandados de prisões preventivas e 15 de prisões temporárias.

De acordo com a Polícia Federal, o prefeito é o líder de uma quadrilha responsável por fraudes em licitações, superfaturamentos, desvio de verbas, além de pagamentos indevidos em contratos de serviços e compra de materiais no Espírito Santo. De acordo com a polícia, os recursos municipais eram desviados para os membros da quadrilha. Até o momento o roubo é em torno de R$ 50 milhões.

Presidente Kennedy está sem comando desde a última quinta-feira, quando o prefeito da cidade, Reginaldo Quinta (PTB) e outras 27 pessoas incluindo vereadores que poderiam assumir a prefeitura foram presos. O vice-prefeito não pode assumir porque não mora na cidade.

Para ouvir o vídeo não ESQUEÇA de desligar a rádio clicando stop.

O Ministério Público do Espírito Santo enviou ao Tribunal de Justiça do Estado no fim da tarde de segunda-feira (23), pedido de intervenção estadual no município. A expectativa é de que o documento seja analisado pelos desembargadores na sessão da próxima quinta-feira.

Se os magistrados aceitarem o pedido, o governador Renato Casagrande (PSB) terá, a partir da decisão, 24 horas para indicar o interventor.

Por: Eliseu