quarta-feira, 25 de abril de 2012

Editor da Veja no comando de Serra

Tucano_Pirata_BessinhaSem maior estardalhaço – talvez para não apimentar ainda mais a CPI do Cachoeira, que poderá desnudar as promíscuas relações da mídia no país –, a Folha noticiou nesta semana que o editor de Brasil da Veja, Fábio Portela, deixou o seu régio cargo para integrar o comando de campanha de José Serra à prefeitura paulistana. Ele assumirá a coordenação de imprensa do candidato tucano.

De forma “indireta”, a revista já estava em plena campanha. Ela fez o que pode para esconder o best-seller “A privataria tucana”, do jornalista Amaury Ribeiro, que apresenta farta documentação sobre o desvio de dinheiro das privatizações por parte da filha, do genro e do ex-tesoureiro de José Serra. Bob Civita, capo da publicação, sempre blindou o ex-governador e amigo íntimo.

Bob Civita está acuado

Agora, um ex-editor da Veja assume de forma “direta” a campanha do tucano – o que indica que ela deverá ser tão ou mais suja do que a disputa presidencial de 2010. Civita fará de tudo para garantir a sobrevida da oposição demotucana no país e a eleição da prefeitura paulistana é decisiva neste sentido. A derrota eleitoral de Serra seria um desastre para a direita nativa.

Bob Civita está apavorado com o desenrolar dos acontecimentos políticos. A Operação Monte Carlo da Polícia Federal abateu mais um dos seus falsos moralistas, o ex-demo Demóstenes Torres, e revelou as mais de 200 telefonemas do seu editor-chefe para o mafioso Carlinhos Cachoeira. O capo da Veja pode até ser convocado para depor na CPI pelos vínculos da revista com o crime organizado.

A eleição de Serra serviria para conter a sangria da oposição de direita no país. Fábio Portela, ex-editor da Veja e novo integrante do comando tucano, terá muito trabalho pela frente.

No: Blog do Miro