sábado, 14 de abril de 2012

Vereadores da Serra/ES derrubaram veto do prefeito e mantiveram aumento de salários

camara-municipal-serra-esIgnorando a pressão popular, os vereadores da Serra, Região Metropolita de Vitória, derrubaram o veto do prefeito Sérgio Vidigal e aumentaram os próprios salários em 61%, passando de R$ 5.723 para R$ 9.208,33 a partir do próximo ano.

No final de março os vereadores da Serra aumentaram os próprios salários, que foi vetado num inusitado rasgo de lucidez do prefeito Sérgio Vidigal que é outro envolvido em denúncias de compra de votos com sua esposa Sueli Vidigal, corrupção, e adora fazer politicagem barata (nesse caso cara), maquiando a cidade, e anda na contramão da economia de água tão proclamada em todo o planeta, jogando água potável nas plantas de ruas e jardins, que tem um alto custo enquanto sobram lagoas na cidade.

Sob as vaias e os gritos de reprovação das pessoas que acompanharam a sessão na Câmara de Vereadores da Serra, na segunda-feira (09), os parlamentares não desistiram do reajuste de 61% nos próprios salários. Por 10 votos a seis, eles derrubaram o veto do prefeito e mantiveram o aumento de 61% numa sessão que durou aproximadamente 40 minutos. Os vereadores João Luiz Teixeira (PDT), Guto Lorenzoni (PP) e Jamir Malini (PTN) mudaram o posicionamento sobre o reajuste e votaram pela manutenção do veto. Além deles, mantiveram o veto os vereadores Bruno Lamas (PSB), Sandra Gomes (PSDC) e Lourência Riani (PT), que já haviam se posicionado contra o reajuste na primeira votação.

aloisio santana-vereador-serraE a população serrana ainda foi obrigada a “engolir” a ironia do vereador Aloísio Santana (PSDC), que chegou a dizer que a população que critica o aumento é a mesma que vende o voto - confessando que compra voto -estava ansioso para a apreciação do veto e pediu regime de urgência na votação. Irônico, ele chegou a ameaçar a apresentação de um projeto de lei que acabava com a remuneração dos vereadores caso o assunto não entrasse na pauta da segunda. “Eu quero requerer regime de urgência especial para esta votação. A população está muito ansiosa para análise desse veto do prefeito. Portanto, gostaria que o veto do fosse votado nesta noite”, disse o vereador.

E o mais triste é saber que esses políticos que nada fazem pela cidade, apenam sugam as verbas públicas legalmente mas imoralmente, isso dizendo do reajuste salarial,  - porque sabemos que o rombo é bem maior e de forma nada legal - foram eleitos livremente por nós, e muito provavelmente serão eleitos novamente nos próximos pleitos eleitorais.

Segue a relação de todos os vereadores da Serra, com seus meios de contato:

ALCEIR NUNES DE ALMEIDA - PTdoB

ALDAIR CELESTINO XAVIER DE SOUZA - PTB

ALOÍSIO FERREIRA SANTANA - PSDC

ANTONIO BOY DO INSS (ANTONIO FERNANDES DE AQUINO) - PSB

AUREDIR PIMENTEL RAMOS - PDT

BRUNO LAMAS SILVA - PSB

CARLOS AUGUSTO LORENZONI - PP

DAVID DUARTE FERNANDO - PDT

DORIEDSON CARDOSO - PMDB

ERICSON TEIXEIRA DUARTE - PDT

JAMIR MALINI - PTN

JOÃO LUIZ TEIXEIRA CORRÊA - PDT

JOSÉ MARCOS TONGO DA CONCEIÇÃO - PTdoB

LOURÊNCIA RIANI - PT

NEIDIA MAURA PIMENTEL - PR

RAUL CEZAR NUNES - PDT

SANDRA REGINA BEZERRA GOMES – PSDC

Que a população telefone e envie mensagens mostrando o desagrado, e principalmente não vote nos que estão indo contra a cidade.

Por: Eliseu