sexta-feira, 25 de maio de 2012

A “Cachoeira” atinge FHC

cachoeira_corrupçãoA lama da corrupção espalhada pela Cachoeira do bicheiro e criminoso-mor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, avança de forma avassaladora. Após soterrar alguns e respingar em outros como o governador de Goiás, Marconi Perillo, passar pelo Paraná, Minas Gerais de Aécio, São Paulo com José Serra e Kassab, chega agora a Fernando Henrique Cardoso.

Como não poderia deixar de ser, a lama da cachoeira também atingiu o “senhor dos tucanos”, o “coisa ruim” Fernando Henrique Cardoso através de seu ex procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro que foi criticado por não dar sequência a investigações de grande repercussão, ganhando o apelido de “engavetador-geral da República”, quando de sua gestão no governo de FHC.

A quebra de sigilo do contador da quadrilha de Carlinhos Cachoeira mostra que o escritório de Brindeiro recebeu R$ 161,2 mil das contas de Geovani Pereira da Silva, procurador de empresas fantasmas utilizadas para lavar dinheiro do esquema criminoso. 

De acordo com o senador Pedro Taques (PDT-MT), que analisou laudo de perícia financeira constante no inquérito que investiga o contraventor e seus comparsas, o escritório Morais, Castilho e Brindeiro Sociedade de Advogados recebeu o montante em cinco parcelas, a maior delas de R$ 76 mil.

E como já repeti algumas vezes aqui, volto a afirmar que essa cachoeira ainda vai jogar lama em muita “gente boa” por aí, apesar do esforço do PIG para barrá-la.

Por: Eliseu