sábado, 5 de maio de 2012

Mais uma capa anedótica da Veja

Veja-Cachoeira

Cabral não é, até agora, acusado nem suspeito de nada. Perillo é tão bandido quanto Demóstenes e Cachoeira, provas abundam. Agnelo parecia estar condenado, mas provas recentes o isentam e o mostram como vítima da quadrilha. Pode aparecer coisa nova, mas hoje está tranquilo. Demóstenes enganou a tantos por tanto tempo graças, essencialmente, ao comportamento criminoso da Veja e à omissão do resto da mídia, incapaz de investigar qualquer coisa que não tenha a base governista como alvo. Existisse no Brasil uma molécula de jornalismo investigativo e Demóstenes nunca teria saído de Goiás, nem Collor de Alagoas. Isso para não falar de Serra, um fracasso ambulante promovido a "economista", "administrador competente" e outros delírios midiáticos pagos com dinheiro público.
No: O Esquerdopata