sexta-feira, 25 de maio de 2012

OMS aprova metas para reduzir mortalidade por doenças crônicas

doenças-cronicasResolução que prevê a criação de metas para a redução da mortalidade por doenças não transmissíveis, como diabetes e câncer, foi aprovada na quinta-feira (24) durante a 65ª Assembleia Mundial da Saúde, principal órgão decisório da Organização Mundial da Saúde (OMS), que está ocorrendo em Genebra, Suíça, desde segunda até amanhã (26).

O Brasil foi um dos proponentes da minuta de resolução, em conjunto com o Canadá, Noruega, Rússia, Suíça, Tailândia e Estados Unidos. "A decisão irá nos permitir monitorar o avanço das doenças crônicas não transmissíveis, que vem apresentando crescimento nos últimos anos", afirmou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, que participa do evento.

A resolução prevê a realização de consultas técnicas e discussões regionais ao longo de 2012 para subsidiar a elaboração das metas que terão como principal foco as doenças cardiovasculares, maior causa da mortalidade no Brasil, câncer, doenças crônicas respiratórias e diabetes. 

Um dos objetivos, no entanto, já foi definido - a redução em 25% da mortalidade prematura por doenças crônicas até o ano de 2025. 

Também serão contemplados os principais fatores de risco: alcoolismo, tabagismo e sedentarismo. Hoje, 72% das mortes no país são causadas por doenças crônicas. 

A assembleia conta com a participação de cerca de 3 mil pessoas de 178 países, de um total de 194 Estados-membros da OMS.

Com informações do Ministério da Saúde

No: Rede Brasil Atual