quinta-feira, 7 de junho de 2012

Cesar Maia: Mais corrupção no DEM

cesar_maiaO “inferno astral” que o DEM está passando parece longe do fim. Primeiro, o então governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda foi afastado por improbidade administrativa. O DEMos ainda não havia se recuperado do golpe e sua maior estrela, Demóstenes Torres, se vê atolado na lama de podridão da corrupção até o pescoço e sem perspectiva de se safar, envolvido que está até o último fio de cabelo com o mafioso-contraventor-bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

No “olho do furacão” mesmo com todo esforço do PIG, a velha mídia tradicional, em “abafar” o caso, o partido de extrema direita, o DEMos tem mais um de seus caciques envolvidos em escândalo.

O ex-prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia foi casado também por improbidade administrativa, o que deverá mantê-lo afastado das urnas por cinco anos.

Cesar Maia, que esperava voltar à vida pública como vereador nas próximas eleições, além dos direitos políticos cassados por cinco anos, também foi condenado na ação movida pelo Ministério Público Estadual (MPE) ao pagamento de multa no valor de R$ 149.432,40. A decisão, divulgada no início da noite desta quarta-feira, coube ao juiz Ricardo Coimbra da Silva Starling Barcellos, da 13ª Vara de Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ). O magistrado encontrou irregularidades no contrato e na execução de obras e serviços – orçados em R$ 149.432,40 – da construção da Igreja de São Jorge, em Santa Cruz, na Zona Oeste da cidade.