sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Kassab: sucesso na política, fracasso na gestão

O MESMO POLÍTICO QUE CONSEGUIU APOIO DE 630 PREFEITOS E SEIS MIL VEREADORES QUANDO CRIOU O PSD, NO ANO PASSADO, TEM HOJE FORTE REJEIÇÃO COMO PREFEITO DE SÃO PAULO; SEGUNDO O DATAFOLHA, 85% DOS PAULISTANOS QUEREM AÇÕES DIFERENTES DO CANDIDATO QUE VENCER AS ELEIÇÕES DE OUTUBRO
No: Brasil 247 

kasabO prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, pode ser definido como um político de dois extremos. Segundo o último levantamento Datafolha, 85% dos paulistanos querem ações “diferentes” do candidato que vencer as eleições de outubro. Entre seis capitais que participaram do levantamento, o paulistano tem a pior avaliação de gestão da população. A porcentagem é registrada em todas as regiões da cidade e faixas de renda, idade e escolaridade, sendo majoritária até entre os que aprovam o atual prefeito (24% dos paulistanos). Em março de 2012, o Datafolha registrou rejeição de 36% ao prefeito.

Os números nem parecem corresponder com o político que criou em setembro de 2011 o Partido Social Democrata (PSD), que em um mês conseguiu a filiação de 630 prefeitos e cerca de seis mil vereadores. Nas eleições deste ano, a sigla concorre em 104 municípios apenas no Mato Grosso, Estado onde tem bastante força.

Desempenho prejudica Serra

Os dados justificam boa parte do mau desempenho que José Serra (PSDB) vem tendo em sua candidatura. O tucano é o único postulante que apoia a gestão de Kassab e posa ao lado do prefeito desde o início da disputa. Entre os motivos citados pelos entrevistados para os 43% de rejeição a Serra está a reprovação de Kassab. Quanto a correligionários de Serra no PSDB, já admitem que a má avaliação do prefeito contamina a campanha do tucano de forma irreversível, segundo nota publicada hoje na coluna Poder Online, do iG.

Vice de Serra na chapa de 2004, Kassab assumiu como prefeito quando o tucano renunciou ao cargo para se candidatar ao governo do Estado. Em 2008, quando sua imagem, apesar de polêmica devido a criação de projetos como o Cidade Limpa, não era das piores. Tanto que conseguiu apoio suficiente para ser reeleito.