sábado, 15 de setembro de 2012

Estamos sob vigilância ...



Em alguns países, principalmente nos Estados Unidos da América, a sociedade civil está questionando as novas idéias , sob justificativa, para segurança do cidadão. 

Entre essas idéias está a colocação, em cada um dos cidadãos, de um chip que informará a todo instante, a um sistema de controle informatizado, onde o referido cidadão se localiza. Segundo os idealizadores, isso permitirá as forças policiais (o Estado) localizarem o cidadão rapidamente em caso de sequestro ou mesmo ataque terrorista e portanto inibindo a ação dos sequestradores ou terroristas, e portanto, tornando o dia a dia das pessoas mais seguros.

As críticas surgidas, é que assim o Estado agiria mais rápido em relação ao perigo, mas teria um controle total da vida de cada cidadão, podendo controlar o comportamento individual e essa não é a função do Estado. Outra crítica, seria que esse controle seria perigoso nas mãos de uma pequena minoria que viesse a controlar o Estado ou mesmo o controle do sistema viesse a cair em mãos não confiáveis.

Só que o controle dos cidadãos já está sendo feito a todo momento e não há necessidade de colocação de um chip em cada individuo na sociedade. Os mecanismo de controle e localização já estão em prática e se modernizando a cada dia. 

Vendem facilidades e garantem o controle.

Qualquer cidadão que possui um Cartão de Crédito e ao passar esse cartão de crédito em qualquer caixa do banco (eletrônico ou não) ou mesmo fazer um saque em uma agência bancária, estará informado ao sistema: onde, quando e em qual local ele se encontra, além da quantia que tem e está movimentando. 


Mas, o meio mais eficiente de se localizar qualquer cidadão é por intermédio de telefone. Quando você está fazendo uma ligação telefônica ele sabe a hora, o lugar, com quem você está falando e fica também registrado a conversa entre ambos. Isso vale para qualquer aparelho que usa o sistema informatizado, ou seja, quem tiver acesso ao sistema poderá saber todo o seu passado e onde você está, o que faz a todo o momento, com quem conversa e o que se conversa.

Como sabemos, todas as informações existentes nas instituições públicas ou privadas estão sendo colocadas em sistemas informatizados. Mesmo aquelas informações que existiam no passado, quando ainda nem se pensava na existência de computadores, estão sendo digitalizadas nesses sistemas, por exemplo: suas informações escolares, previdenciárias, institutos de identificações, contas de bancos, etc. Algunss desses sistemas já estão interligados e futuramente todos estarão funcionando como se fosse um único sistema. Sem falar que mesmo sem estarem interligados, os sistemas atuais podem serem invadidos por pessoas não autorizadas e bisbilhotarem a vida de cada um.

Alguns exemplos de utilização desses sistemas

a) é comum os corretores de imóveis telefonar para sua casa te oferecendo vendas. Eles telefonam oferecendo imóveis de cordo com o seu pefil financeiro e social. Como eles descobriram seu telefone, sua renda e suas características?

b) recebimentos de cartões te parabenizando (os políticos se utilizam muito desse sistema) por alguma data festiva (aniversários, natalinas, colação de grau em algum curso, etc) . Como eles sabem o dia de seu aniversário, data e curso de sua formação?

c) ligações telefônicas com ofertas de serviços e produtos por diversas empresas. O mias interessante é que a oferta de tas serviços e produtos são ofertados casando com seu perfil (suas preferências por serviços e produtos). Como eles descobriram seu telefone e suas preferências por serviços e produtos?

O perigo da Globalização

Muitos países estados estão entregando as Empresas Públicas para iniciativa privada, ou seja, o controle do cidadão por parte do Estado, que garantem a existência do Estado, está sendo colocado nas mãos de particulares. Consequentemente, essas empresas particulares passam a ter controle de onde você anda, quanto você tem, com quem você fala e o que você fala a todo o instante.

Vale lembrar que, com a tal globalização, as empresas estão se fundindo e o controle dessas empresas e de todos os cidadão no mundo estão ficando nas mãos de um pequeno grupo de pessoas.

Portanto, reforçando o que já foi dito anteriormente, quando se está usando: Cartão de Bancário (Crédito, Conta Corrente, Poupança, etc), Habilitação de Motorista, Cartão de Aposentando, Telefone ou qualquer coisa que seja necessário recorrer a algum sistema informatizado, você está informado sua localização, o que faz, com quem conversa (no caso de telefone e internet) e o que se conversa e tudo fica a disposição de quem controla esses sistemas eletrônicos.

E quanto mais o mudo se Globaliza (na minha opinião se monopoliza) e os sistemas informatizados mais se modernizam, mais o controle se torna mais eficiente e podendo ser controlado, cada vez mais, por um pequeno número de pessoas, ou seja, um pequeno grupo de pessoas estão, cada vez mais, ampliando o controle dessas empresas (sistema) e consequentemente de todas as pessoas do planeta.

Antônio Carlos Vieira
Licenciatura plena - Geografia


Textos relacionados:
O COMANDO DAS TRANSNACIONAIS
OS IMPACTOS DA GLOBALIZAÇÃO FINANCEIRA
CONTRADIÇÕES E PERSPECTIVAS DA CRISE

Texto inicialmente publicado no Blog: Carlos Geografia