sábado, 6 de outubro de 2012

Lula afirma que disputa em São Paulo é a mais complicada que já viu

Ao lado de Fernando Haddad, ex-presidente ironiza bolinha de papel contra José Serra em 2010 e pede a militantes que evitem provocações “porque o rapaz é frágil e qualquer coisa o machuca”

Por: Gisele Brito, no Rede Brasil Atual 

lula_hadadO candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, fez ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva um dos últimos atos de campanha antes do primeiro turno. Cerca de 5 mil pessoas se reuniram em caminhada pelas ruas do centro da capital. Obedecendo à legislação, o postulante à administração municipal não fez nenhuma declaração, e se limitou a acenar e abraçar pessoas que se aglomeraram pelas vias que ligam a praça da República à praça da Sé.

Lula participou apenas da parte final do ato. De cima do carro de som estacionado na praça da Sé ele falou durante quatro minutos para a multidão, lembrando que não poderia pedir votos e afirmou que esse é o processo eleitoral mais “complicado” que ele acompanha em São Paulo. “Há um embolamento. Eu não tenho como adivinhar, mas estou convencido que vai ganhar, certamente, o melhor, o mais inteligente.” Por fim, brincou diante da euforia da plateia: “Eu não disse quem é o melhor”. 

O ex-presidente também pediu que a militância não aceite nenhuma provocação e mantenha a calma até domingo. “A gente sabe que tem um candidato aí que até uma bolinha de papel que alguém jogou na cabeça dele, ele disse que foi uma agressão e tentou culpar o PT”, em referência ao episódio envolvendo o candidato do PSDB, José Serra, durante a campanha presidencial de 2010 contra Dilma Rousseff. “Então, por favor, nada de brincar de bolinha de papel, de bolinha de isopor. Aliás, nas próximas vinte e quatro horas, nem bolinha de sabão você pode fazer. Porque o rapaz é frágil e qualquer coisa o machuca”.  

Haddad fará outra caminhada hoje às 16h na rua 25 de Março, importante centro comercial popular da cidade.

Leia também:

Prefeito da Serra (ES) diz que índice do Ministério da Saúde é mentiroso. Ou é ele?