quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Dilma humilha neoliberais na Espanha

Desta vez nem mesmo o GAFE (Globo, Abril, Folha e Estadão) - núcleo da imprensa conservadora, venal e golpista brasileira - conseguiu esconder o sucesso da presidenta Dilma Rousseff na Espanha, durante a Cúpula de Países Ibero-Americana realizada semana passada. Isto porque toda a imprensa mundial, em especial a europeia, deu destaque ao pronunciamento da Chefe de Estado e de Governo do Brasil.

Por: *Messias Pontes, no Vermelho

dilma-rousseffO Brasil continuou em evidência com a espetacular vitória da nossa seleção de futsal sobre a Espanha no último domingo por três a dois, em Bangcoc, na Tailândia, sagrando-se hepta campeão mundial. Foi uma demonstração da garra e determinação dos nossos jogadores que viraram o jogo nos segundos finais da prorrogação. A chuteira de ouro também ficou com um jogador brasileiro por ter sido o artilheiro da competição.

Se algum troféu fosse distribuído entre os dirigentes dos países ibero-americanos, certamente este viria na bagagem da presidenta Dilma para orgulho de todos nós. Os trabalhadores europeus, notadamente os jovens da Grécia, Espanha, Portugal, Irlanda, França e Itália, e até da Alemanha, que amargam o galopante desemprego, certamente bateram palmas para a presidenta brasileira que mostrou para todo o mundo que o neoliberalismo é a pior solução, como muito bem ficou demonstrado na última década do século passado no mundo em geral e no Brasil em particular onde os neoliberais tucanos desmontaram o Estado e levaram o País à recessão, ao desemprego e à humilhação de viver com o pires na mão mendigando o remédio amargo receitado pelo FMI e outras instituições multilaterais.

Com a tranquilidade e firmeza que lhe caracterizam, Dilma Rousseff ensinou aos seus colegas ibero-americanos que a saída para mais esta grave crise do capitalismo é o crescimento e não o desmonte do Estado com a entrega do patrimônio público, arrocho salarial, demissão em massa de servidores públicos, aumento de impostos e da repressão policial contra os trabalhadores.

Quando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em 2008 que a crise estourada nos Estados Unidos seria aqui uma marolinha, todo o demotucanato e seus jornalistas amestrados o acusaram de irresponsável. O Brasil saiu quase incólume daquela crise fortalecendo o mercado interno, aumentado o emprego e a massa salarial e retirando da miséria dezenas de milhões de brasileiros.

O combate ao neoliberalismo não deve sair nunca da ordem do dia, pois aqui o demotucanato está desesperado em busca do retorno ao poder central. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) já foi lançado candidato à Presidência da República em 2014. Para tanto já conta com o apoio do Coisa Ruim (FHC) que está pregando a “renovação” no seu partido, descartando desde já o derrotado candidato a prefeito de São Paulo, José Serra, que perdeu duas vezes para o presidente Lula na disputa pela Presidência. A pressão para o lançamento da candidatura de Aécio é feita pela diretório estadual mineiro, tendo à frente o deputado Marcus Pereira. Que defende a realização de um congresso tucano para o próximo ano, quando seria lançada a candidatura do neto de Tancredo Neves.

Os neoliberais torcem pelo fracasso do governo Dilma e apostam na divisão da base aliada na ilusão de contar com o PSB e ter o governador pernambucano Eduardo Campos compondo a chapa com o senador mineiro. Torcem para o rompimento do PT com o PSB e veem com simpatia a posição estreita, sectária e irresponsável de alguns petistas, com destaque para a prefeita de Fortaleza e ainda presidenta estadual do PT, Luizianne Lins que teima em não aceitar a derrota do seu candidato Elmano de Freitas na eleição de outubro último para o socialista Roberto Cláudio, e quer jogar o PSB nos braços da oposição.

Luizianne não sabe perder, mas sabe fazer o jogo da direita. As práticas da sua administração nesses quase oito anos são as mais atrasadas que se tem notícia na quinta capital do País. Tudo para gáudio dos neoliberais demotucanos. Uma lástima!

*Messias Ponte é Diretor de comunicação da Associação de Amizade Brasil-Cuba do Ceará, e membro do Conselho de Ética do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Ceará e do Comitê Estadual do PCdoB.