sábado, 1 de dezembro de 2012

Dirceu defende Lula e afirma que FHC deveria ter a “humildade de se calar”

No: Rede Brasil Atual 

José DirceuO ex-ministro da Casa Civil José Dirceu saiu em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e recomendou ao antecessor do petista, o tucano Fernando Henrique Cardoso, que não opine sobre as relações entre público e privado. “FHC devia ter o recato e a humildade de se calar, e não usar essa questão para fazer crítica à gestão do ex-presidente Lula”, afirmou Dirceu, em texto publicado em seu blogue pessoal.

Na véspera, Fernando Henrique aproveitou uma pergunta de um repórter sobre a Operação Porto Seguro, da Polícia Federal, para dizer que Lula deu ao país uma contribuição negativa quanto à cultura política. “Todo sistema democrático implica em um certo compartilhamento de poder, mas compartilhar poder não pode ser transformado apenas em barganha para cargos.”

Na semana anterior, a Operação Porto Seguro da Polícia Federal prendeu envolvidos em tráfico de influência e apreendeu documentos no escritório da Presidência da República em São Paulo. Uma das investigadas é a ex- chefe de gabinete do Planalto na capital paulista, Rosemary Noronha, exonerada do cargo por Dilma Rousseff.

“O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que não devia falar de relações privadas e de confusão entre público e privado. Fazê-lo é falar em corda em casa de enforcado”, ironizou Dirceu, indicando FHC como o representante de uma linha política que não se conforma com os avanços promovidos por Lula no Brasil. “Os fatos históricos não mentem e nada, nenhuma tentativa tucana e da grande mídia de reescrever a historia recente do Brasil apagará a revolução social e econômica que fizemos no país - que fizemos Lula, o PT e aqueles que conosco construíram o projeto politico que agora o novo udenismo, com o sempre presente apoio da grande imprensa, tenta negar.”