quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Haddad ameaça romper contrato de iluminação pública

Prefeito diz que empresa responsável não cumpre metas e prazos para manutenção do serviço

No: Rede Brasil Atual

haddadO prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), criticou nesta quarta-feira (16) o consórcio que deveria cuidar da manutenção da iluminação pública na cidade e ameaçou romper o contrato de prestação de serviço, assinado em 2011, na gestão Gilberto Kassab (PSD).

Haddad disse, durante entrevista à Rádio Bandeirantes, que tratará do assunto na reunião marcada para hoje à tarde com o secretário de Serviços, Simão Pedro. “Não gosto da gestão desse contrato. As metas estão previstas, mas o parceiro não as cumpre”, afirmou.

Segundo o prefeito, as empresas não cumprem nem mesmo o prazo de 72 horas para troca de lâmpadas queimadas. “Não me conformo”, disse Haddad. “Da forma como está, não temos interesse em continuar”.

O contrato, de acordo com o prefeito, vence neste ano. Ele foi assinado no final de 2011, numa licitação de R$ 433,8 milhões válida por dois anos. Na época, o jornal O Estado de S.Paulo antecipou o resultado da licitação, mas a prefeitura ignorou a denúncia.