sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Dilma dia que estamos perto de dizer que Brasil não tem pobreza extrema

A presidenta Dilma Rousseff participou, nesta sexta-feira (1º/2), da entrega de 1.080 unidades habitacionais do Residencial Jardim dos Ipês, empreendimento do Programa Minha Casa Minha Vida, em Castanhal (PA). Durante o evento, Dilma reforçou a necessidade de uma parceria maior entre o governo federal e os municípios, principalmente no combate às desigualdades.

No: Vermelho

castanhal_jardim dos ipes_dilma“Meu governo está empenhado em ajudar os prefeitos a fazerem a melhor gestão. (…) E precisamos que nos ajudem a completar o cadastro único do Bolsa Família. Temos de cadastrar todas as famílias que vivem na pobreza e na miséria. Estamos perto de dizer com orgulho ‘esse país não tem mais pobreza extrema’”, afirmou Dilma.

Segundo a presidenta, o governo tem a responsabilidade de assegurar que as pessoas tenham acesso à casa própria. Ela classificou o Minha Casa, Minha Vida como “um dos melhores e mais abrangentes programas que o governo federal tem, porque atua diretamente na desigualdade”. Para Dilma, o desenvolvimento do país depende da oferta de oportunidades iguais para todos.

“Estamos chegando perto de poder levantar-nos sobre os nossos pés, erguer a cabeça e dizer com orgulho: este país não tem mais pobreza extrema”, disse a presidenta durante cerimônia de entrega de 1.080 unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida no município de Castanhal, a 68 quilômetros de Belém, no Pará.

Dilma Rousseff disse que milhões de famílias saíram da linha da pobreza extrema, mas há famílias com direito a receber o auxílio do governo porque não foram incluídas no cadastro único feito pelos municípios. “Nós temos que cadastrar todas as famílias que vivem na extrema pobreza ou na miséria. Porque? Porque nós temos condições de superar essa fase da nossa história, de desigualdade, que é ter brasileiros na extrema pobreza”.

Creches

Em relação às creches, a presidenta disse que são instrumento para dar oportunidades iguais a todas as pessoas desde os primeiros anos de vida. “Queremos fazer creches para assegurar que estamos mexendo na raiz da desigualdade. Queremos que a criança das classes populares mais vulneráveis tenham acesso à mesma educação dos filhos da classe média e dos ricos”.

A presidenta disse que o governo federal tem a meta de construir seis mil creches. Além da construção, o governo garantirá dinheiro para a manutenção, incluindo contratação de professores, alimentação e equipamentos. Caso a creche seja para crianças de famílias de baixa renda, haverá um acréscimo de 50% nos repasses. “Queremos o auxílio das prefeituras todas para que a gente cumpra uma meta importante para o Brasil”.

Residencial Jardim dos Ipês

Serão beneficiadas 5,6 mil pessoas com renda familiar de até R$ 1,6 mil, a um custo total do investimento de R$ 60,22 milhões, segundo a Caixa Econômica Federal. Dividido em quatro condomínios, o Residencial Jardim dos Ipês é composto por 332 casas e 1.080 apartamentos.
As casas têm área privativa de 35m² e valor médio de R$ 38,5 mil, enquanto os apartamentos possuem 44,94m² de área e valor médio de R$ 42,8 mil, respectivamente. Alguns dos imóveis são destinados a portadores de necessidades especiais, com maior área e portas e janelas adaptadas.

Informações da Agência Brasil e do Blog do Planalto