quarta-feira, 6 de março de 2013

Conclave deve demorar mais que o previsto

Em reunião, Vaticano pede silêncio aos cardeais

No: Jornal do Brasil

conclave-papaSegundo divulgaram, autoridades do Vaticano pediram nesta quarta-feira (06) aos cardeais reunidos para a eleição do próximo papa para não falarem mais com a mídia. Seria mais uma indicação de que o Conclave não vai começar na próxima semana, como era esperado até então. A notícia foi divulgada pela Agência Reuters.

Cardeais norte-americanos chegaram a marcar uma terceira coletiva de imprensa em três dias, porém cancelaram o encontro menos de uma hora antes do previsto no Colégio Norte-Americano, em Roma, onde eles estão hospedados. De acordo com uma porta-voz dos cardeais norte-americanos, a “preocupação” foi expressa na reunião desta quarta-feira (06) a portas fechadas “sobre vazamentos de procedimentos sigilosos reportados em jornais italianos”.

Mais de 150 cardeais participaram do terceiro dia de reuniões preliminares a fim de dar início ao que seria o perfil do próximo papa. Conforme o Vaticano, apenas dois dos 115 cardeais eleitores ainda não chegaram para as reuniões.

Cardeais de outros países também faziam comunicações informais a mídia informalmente nas imediações do Vaticano, no entanto os norte-americanos eram os únicos grupo que prestavam informes diários.

Sob a lei da Igreja, os cardeais têm até 20 de março para iniciar o conclave que escolherá o futuro papa. Muitos observadores, porém, aguardavam o conclave para o próximo domingo ou segunda-feira. No entanto aumentam os indícios de que os cardeais querem mais tempo para refletir sobre quem poderia ser melhor para liderar uma Igreja assolada por crises.

Conforme o porta-voz do Vaticano, é importante que ninguém se sinta pressionado para entrar no conclave antes de se sentir pronto para a importante tarefa e que seria necessário mais tempo para “reflexão”.