sexta-feira, 20 de março de 2015

Prefeito de Serra/ES desrespeita própria lei e prejudica população

Nesta semana, o secretário de saúde Luiz Carlos Reblin, mais uma vez desrespeita a Lei. Desta feita, a de nº 4162/13 que trata dentre outras da obrigatoriedade da presença do profissional Farmacêutico para entrega dos medicamentos, em especial os de controle especial

Por: Eliseu 

audifax-psb-saude-incompetenciaO prefeito da nossa linda (tanto desleixo que não é mais tão linda) e rica cidade de Serra/ES, Audifax Barcelos (PSB) além da já conhecida incompetência, parece ter compulsão por prejudicar a área da saúde pública, sem dúvida uma das mais, senão a mais sensível e que grande parte dos munícipes são obrigados a utilizar.

Não bastasse a desumanidade nos UPA’s com seus banheiros quebrados e sujeira por toda parte e que a demora normalmente ultrapassa 5 (cinco) horas para um atendimento de urgência que nem sempre é prestado de forma adequada, falta crônica de medicamentos nas Unidades de Saúde (este medicamento – Sertralina 50 mg.) que dia 21 de fevereiro não estava disponível, continua em falta em toda a rede municipal sem contar diversos outros para hipertensão, diabetes e para os mais variados fins. Vale salientar que o SUS é compartilhado entre as esferas federais, estaduais e municipais. E a responsabilidade pelo atendimento básico de saúde e distribuição dos medicamentos é da prefeitura.

Mas o nosso pérfido prefeito não está satisfeito com o péssimo atendimento à população, e através de seu secretário de saúde, Luiz Carlos Reblin, que já vinha prejudicando os funcionários que eram OBRIGADOS a trabalhar aos sábados “cortando-lhes” a alimentação, agora “resolve” o problema.

reblin_audifax_saudeNesta semana, o lacaio secretário de saúde Luiz Carlos Reblin, desrespeitando a Lei municipal 4162/13, Seção IV, Artº 7 e 8 que trata entre outras da obrigatoriedade da presença do profissional Farmacêutico para entrega dos medicamentos,  em especial os de controle especial (os famosos tarja preta), proibiu o referido profissional de trabalhar aos sábados. Lei Federal 5.991, Art. 15, § 1º que diz: Art. 15 - A farmácia e a drogaria terão, obrigatoriamente, a assistência de técnico responsável, inscrito no Conselho Regional de Farmácia, na forma da lei. § 1º - A presença do técnico responsável será obrigatória durante todo o horário de funcionamento do estabelecimento.”

Com isso, o que já era ruim, ficou muito pior. Os munícipes que em sua grande maioria são trabalhadores e só tem o sábado, ou parte dele para resolver seus problemas não mais poderão usar seu sagrado direito de pegar os raros medicamentos que o prefeito disponibiliza à população. É aquela sensação de que ele (o prefeito) pensa estar fazendo favor.

Mais uma vez a população serrana pagando pelas maldades do prefeito Audifax Barcelos (PSB) e seus homens de confiança. Afinal é o prefeito quem escolhe seu secretariado.