terça-feira, 10 de abril de 2018

Alguns líderes religiosos…

Por: Eliseu 

igrejaDesde os idos de 2010 - que se tratando de internet e computação parece ter passado milhares de anos –, quando este blog foi criado, pouquíssimas postagens sobre religião foram publicadas, entre elas “Escândalo na Igreja Maranata: Governo do ES doou dinheiro”, que o título já diz tudo. Envolveu dinheiro público, portanto o nosso dinheiro foi para o ralo, ou melhor, para os bolsos dos maiores líderes da organização religiosa. E não por acaso foi a mais lida por anos seguidos aqui no blog. Passados seis anos, caiu para terceira mais lida.

O título do post (não “poste”, como escreveu uma certa “pastora”) está no plural porque infelizmente vivemos uma era em que está quase impossível acreditar em religião, seja evangélica, católica, espirita ou lá qual for, devido a seus líderes, em sua grande maioria, um bando de ladrões e pilantras de toda natureza. Quando não são ladrões, costumam cuidar da vida dos outros em vez de cuidarem de suas próprias vidas e procurar aconselhar bem seus fiéis. Evidente é, e deixo bem claro que exceções existem, e nas religiões não é diferente. Existem os bons. Infelizmente estão se tornando minoria.Também Fiz a observação da escrita “poste” em vez de “post”, porque é inadmissível biblicamente a existência de pastores não teólogos. E para ser teólogo a pessoa precisa de uma certa cultura, por exemplo, saber escrever.

Infelizmente hoje tratarei de uma determinada líder, ou “pastora” de uma certa religião evangélica bastante conhecida no Brasil, que possui várias filiais aqui na Grande Vitória. O assunto é inerente a este blogueiro mas que certamente várias pessoas ao redor da terra são atingidos diariamente pela ignorância,no sentido de falta de conhecimento não só de sua missão de evangelizar, mas também falta de conhecimento da vida.

Os leitores que me dão a honra e acompanham esse modesto blog, mesmo não tendo feito atualizações como gostaria, por motivos pessoais que já expus aqui, como duas viuvez em menos que quatro anos, uma com 33 anos de casado e outra com apenas sete meses, sabem que o blog trata de assuntos diversos mas é essencialmente político e de esquerda.

Para os leitores entenderem, após essas duas viuvez consegui me levantar e mesmo cambaleante, apareceu em minha vida outra mulher. Uma pessoa maravilhosa, linda por dentro e por fora, que evidentemente não postarei a foto aqui até porque não pretendo concorrência (rssss).

Acontece, que quando me casei com essa mulher, há pouco mais de um ano, passei a ser “infernizado” por algumas pessoas, o que é até normal, uma vez que “a inveja é um pecado capital porque é pior que a cobiça. O invejoso não deseja o que é do outro, deseja apenas que o outro não tenha o que tem. Não seja o que é.” (Pe. Fábio de Melo).

O que não considero nada normal é que uma “amiga” dela, pastora, em vez de nos parabenizar e desejar felicidades, como muitos que conhecemos apenas pelo Facebook,passasse a nos infernizar com conversinhas do passado, num leva e trás de irritar o mais pacato dos cidadãos, coisa que estou longe de ser. Até que tive oportunidade e disse uma verdades a ela. Como “boa cristã” que não é, aproveitou minha profunda irritação com esses pilantras de direita, inclusos o STF, juizeco de merda Sérgio Moro, Rede Globo e outros, mandei todos os coxinhas que vieram em minha página falar mal do Lula, (o maior líder da América Latina e em 2010 considerado o homem mais influente do mundo) tomarem naquele lugar, e “printou” partes que a interessava da mensagem e distribuiu entre os familiares de minha esposa, não se contentando, telefonou para alguns me “pintando” como o diabo, chegando a insinuar que eu a mantinha em cárcere privado na vã esperança de colocar toda a família contra mim. O que ela não sabia é que um dia antes ela havia ido sozinha fazer as belas unhas em sua predileta manicure no bairro em que sempre morou e que mora sua família. Que cárcere privado???

Portanto, fica o desabafo e o alerta aos leitores não para que deixem suas convicções religiosas, mas para que tomem muito cuidado com certas pessoas que usam da igreja como capa para suas maldades.

Espero que este assunto esteja definitivamente encerrado. Porém, se a digníssima “pastora” continuar me infernizando, farei outro post, desta vez com nome da igreja, da pastora e enviarei um link para a direção da referida igreja. Fica o aviso!