quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Lula diz que pobre descobriu que pode chegar ao poder

Por: Eliseu
Ao discursar no Ceará o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje (29) que em seus oito anos de governo a parcela pobre da população aprendeu gostar do que é bom e também que é possível chegar ao poder. "Esse negócio de que pobre se contenta com pouco é mentira, isso é coisa daqueles que exploraram a gente a vida inteira."
 
Segundo ele, "o povo aprendeu a gostar de coisa boa e aprendeu que pode chegar lá". Na cerimônia de lançamento da pedra fundamental de uma refinaria da Petrobras, Lula sugeriu que o governador do Ceará, Cid Gomes, e o presidente da Petrobras, Sergio Gabrielli, façam um calendário de compromissos sobre o andamento da refinaria para que ela seja entregue no tempo previsto.
Lula disse que assim Dilma, o Ministério do Meio Ambiente e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), poderão acompanhar o cronograma de execução das obras."Às vezes as coisas param na mão do Ibama, do Ministério Público e, quando a gente pensa que vai inaugurar, nem começou".

No Ceará, Lula participou do lançamento da pedra fundamental para a implantação da Refinaria Premium 2, da Petrobras. A área que está sendo estudada para a implantação da refinaria fica no Complexo Industrial do Porto de Pecém, no município de Caucaia (CE), onde está sendo iniciada a campanha de sondagem do terreno.

O empreendimento faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e deverá entrar em operação a partir de 2017, com produção de 300 mil barris por dia. De acordo com a Petrobras, deverão ser produzidos diesel com baixo teor de enxofre, querosene de aviação, nafta, gás de cozinha e bunker (combustível para navio).

Fonte: Pernanbuco.com



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é livre. Os comentários são de total responsabilidade dos seus remetentes, não representando necessariamente a minha opinião.
Todos os comentários serão publicados após moderados, mas os comentários anônimos nem sempre serão respondidos.
Porém, não serão tolerados spams, insultos, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.
Textos ofensivos ou que contenham agressão, discriminação, palavras ou expressões grosseiras e sem estarem inseridas no contexto, ou que de alguma forma incitem a violência ou transgridam leis e normas vigentes no Brasil serão excluídos.