segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Brasil assume presidência do Conselho de Segurança das Nações Unidas nesta terça

A representação diplomática do Brasil vai assumir a presidência do Conselho da Organização das Nações Unidas (ONU) na próxima terça-feira. O posto tem caráter rotativo e é sempre ocupado por um dos 15 membros do órgão, único com poder efetivo dentro da entidade internacional. O Brasil é membro provisório do Conselho, que também conta com Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e China (membros permanentes) mais África do Sul, Alemanha, Colômbia, Índia, Portugal, Bósnia e Herzegovina, Gabão, Líbano e Nigéria (membros provisórios).

No dia 11 de fevereiro, o Brasil vai promover um fórum de discussão sobre paz, segurança e desenvolvimento. O debate deve contar com a presença do ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota. O país é representado nas Nações Unidas pela embaixadora Maria Luiza Ribeiro Viotti. Nos primeiros dias, o primeiro tema a ser observado é o plebiscito que pode definir a criação de um novo país, dividindo o atual Sudão.
Desde a década de 1990, o Brasil vem pleiteando o direito de ocupar um assento permanente no Conselho de Segurança, além de defender a reforma da entidade, cujo quadro remonta à Guerra Fria (1945-1990). Outros países que também defendem uma revisão das estruturas da ONU são a Alemanha e o Japão.
Do: SRZD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é livre. Os comentários são de total responsabilidade dos seus remetentes, não representando necessariamente a minha opinião.
Todos os comentários serão publicados após moderados, mas os comentários anônimos nem sempre serão respondidos.
Porém, não serão tolerados spams, insultos, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.
Textos ofensivos ou que contenham agressão, discriminação, palavras ou expressões grosseiras e sem estarem inseridas no contexto, ou que de alguma forma incitem a violência ou transgridam leis e normas vigentes no Brasil serão excluídos.