terça-feira, 13 de setembro de 2011

Edir Macedo é denunciado por evasão de divisas e lavagem de dinheiro

Ilustração Igreja Universal do Reino de Deus O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) denunciou o bispo Edir Macedo e três pessoas ligadas à Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd) por evasão de divisas e lavagem de dinheiro, entre outros crimes. A Justiça Estadual de São Paulo já tinha aceitado denúncia contra o fundador e líder da igreja neopentecostal em 2009, mas o processo foi encaminhado à Justiça Federal devido à natureza dos crimes.

A nova denúncia do MPF usa elementos da acusação do Ministério Público paulista e inclui informações novas, como a participação de doleiros no esquema criminoso. Outra diferença entre as denúncias é a redução do número de acusados, de dez para quatro. De acordo com a assessoria do MPF-SP, os seis suspeitos que ficaram fora da acusação do MPF continuam sendo investigados pela Polícia Federal.

Além de Edir Macedo, foram denunciados o ex-deputado federal João Batista Ramos da Silva (que foi detido com R$ 10 milhões no Aeroporto de Brasília, em 2005), o bispo da Iurd Paulo Roberto Gomes da Conceição e a diretora financeira Alba Maria Silva da Costa. Eles responderão por lavagem de dinheiro, estelionato, falsidade ideológica, evasão de dividas e formação de quadrilha.

De acordo com o procurador Sílvio de Oliveira, o grupo cometia estelionato contra os fiéis da Iurd, oferecendo “falsas promessas e ameaças de que o socorro espiritual e econômico somente alcançaria aqueles que se sacrificassem economicamente pela igreja”.

O procurador só denuncia crimes ocorridos entre 1999 e 2005, uma vez que foi só em 1998 que o crime de lavagem de dinheiro passou a integrar o ordenamento jurídico brasileiro. No entanto, ele cita vários episódios anteriores a esse período para explicar a estruturação do grupo e como o esquema foi montado.

Da: Agência Brasil

2 comentários:

  1. Amigo Eliseu vim correndo,jamais deixar de comentar, diante desta notícia.
    Me responda este Edir Macedo não é dono da Rede Record?ou não?. Então demorou para tomarem providências,vejam o passsado deste sr.Então e a Rede Globo que é corrupta?.
    Fala sério,não duvido deste sacerdote ficar impune, porque é assim que acontece no Brasil.
    Que vergonha,tudo em nome de Deus.
    Meu querido amigo Eliseu aplausos para ti em colocar esta notícia.
    Fica com Deus e bjos.

    ResponderExcluir
  2. Olá minha amiga Célia,
    Obrigado por sempre estar acompanhando minhas publicações. Também nunca esqueço de passar pelo Avivar. Bom, o Edir é o dono da Record sim. Imagine o que rola lá dentro. E com certeza vai ficar impune, como todos os corruptos e ladrões ricos deste País. E agora até os ladrões pobres também estão tendo impunidade. Quem não tem valor no Brasil é só o cidadão de bem.
    Mas sou igual aquele boneco "João Teimoso", quanto mais apanho, mais levanto e desafio.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Este espaço é livre. Os comentários são de total responsabilidade dos seus remetentes, não representando necessariamente a minha opinião.
Todos os comentários serão publicados após moderados, mas os comentários anônimos nem sempre serão respondidos.
Porém, não serão tolerados spams, insultos, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.
Textos ofensivos ou que contenham agressão, discriminação, palavras ou expressões grosseiras e sem estarem inseridas no contexto, ou que de alguma forma incitem a violência ou transgridam leis e normas vigentes no Brasil serão excluídos.