quarta-feira, 18 de julho de 2012

“Não vivemos na ditadura”, diz paulistana a Kassab

Moradores e comerciantes da praça Roosevelt ainda tentam encontrar uma maneira de barrar a decisão do prefeito de São Paulo de proibir a feira livre que ocorre aos domingos

Por: Vanessa Nicolav, no Rede Brasil Atual 

“Chega de autoritarismo”, dizem moradores e comerciantes da praça Roosevelt, na região central de São Paulo, que seguem em busca de uma solução para a decisão da prefeitura de retirar a feira livre que ocorre aos domingos há 60 anos. Eles não veem sentido na medida anunciada por Gilberto Kassab (PSD) com o argumento de que atrapalha a circulação, já que, além do dia, relativamente calmo, a feira ocupa um espaço que não afeta o trânsito da região.

Nas últimas semanas, a comunidade tenta, em vão, abrir um espaço de diálogo com a administração municipal. O pedido de audiência com o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Ronaldo Camargo, não foi respondido. Para os moradores, a dificuldade de conversa e o momento da decisão, logo no encerramento da reforma da praça, parecem indicar que novamente Kassab colocou interesses particulares, neste caso a especulação imobiliária, à frente das prioridades dos cidadãos.

Não esqueça de DESLIGAR a rádio clicando stop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é livre. Os comentários são de total responsabilidade dos seus remetentes, não representando necessariamente a minha opinião.
Todos os comentários serão publicados após moderados, mas os comentários anônimos nem sempre serão respondidos.
Porém, não serão tolerados spams, insultos, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.
Textos ofensivos ou que contenham agressão, discriminação, palavras ou expressões grosseiras e sem estarem inseridas no contexto, ou que de alguma forma incitem a violência ou transgridam leis e normas vigentes no Brasil serão excluídos.