quarta-feira, 13 de março de 2013

A revanche militar

Por: Leandro Mazzini, no Correio do Brasil 

A ida à Comissão da Verdade do tenente-coronel Sebastião Rodrigues, o “Major Curió” – o algoz da Guerrilha do Araguaia na década de 70 –, como adiantou a coluna, faz parte de estratégia dos militares de contra-ataque aos que chamam de subversivos da época. Os oficiais da reserva declaradamente nunca aceitaram a instalação do grupo de trabalho, feita ano passado, e querem deixar registradas as suas versões. Com o interesse dos militares, a comissão negocia o depoimento de outros oficiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço é livre. Os comentários são de total responsabilidade dos seus remetentes, não representando necessariamente a minha opinião.
Todos os comentários serão publicados após moderados, mas os comentários anônimos nem sempre serão respondidos.
Porém, não serão tolerados spams, insultos, difamação ou ataques pessoais a quem quer que seja.
Textos ofensivos ou que contenham agressão, discriminação, palavras ou expressões grosseiras e sem estarem inseridas no contexto, ou que de alguma forma incitem a violência ou transgridam leis e normas vigentes no Brasil serão excluídos.